Vídeos

Henrique Oliveira conta sobre sua individual na Galeria Millan

Pintor por formação, além de obras sobre tela, Henrique Oliveira explora construções tridimensionais na forma de instalações temporárias e esculturas. Em 2016, realizou uma individual no recém-inaugurado Anexo Millan. Henrique conta sobre o processo de criação das obras e o contexto destas.

Natural de Ourinhos, Oliveira foi vencedor da 3a edição do Prêmio CNI SESI Marcantonio Vilaça, em 2009. Em 2014 produziu instalações na Projective Eye Gallery - University of North Carolina (Charlotte, EUA), no Domaine de Chaumont-sur-Loire (França), e apresentou individual no Museu de Arte Contemporânea da USP (São Paulo, SP). Em 2013 participou de residência artística em Paris (França), apresentou individual no Palais de Tokyo e participou de coletiva no Schirn Kunsthalle (Frankfurt, Alemanha). Em 2012, realizou individuais na Galeria Millan (São Paulo), no Centro Municipal de Arte Hélio Oiticica (Rio de Janeiro, RJ) e na Offenes Kulturhaus (Linz, Áustria). Em 2011, expôs no Smithsonian National Museum of African Art (Washington, EUA) e no Boulder Museum of Contemporary Art (Boulder, EUA), além de participar do Festival Europalia (Bruxelas, Bélgica). Participou da 29ª Bienal de São Paulo, em 2010, com uma escultura de dimensões arquitetônicas em cujo interior o público podia caminhar. Em 2009, construiu uma grande pintura tridimensional na Rice Gallery (Houston, EUA) e participou das Bienais de Monterrey (México) e do Mercosul (Porto Alegre, RS). Tem obras em coleções como a Pinacoteca Municipal de São Paulo, o Museu de Arte Contemporânea da USP e o Virginia Museum of Fine Arts (USA).

Stephan Doitschinoff na exposição Educação Como Matéria Prima

Stephan Doitschinoff (São Paulo, 1977) é artista plástico de São Paulo cujas obras são influenciadas por elementos religiosos e aspectos urbanos. De intenso caráter semiótico, a obra de Doitschnoff atribui novos significados a símbolos religiosos e cria diálogos entre representações litúrgicas do passado e sistemas de poder que operam no mundo contemporâneo, como o marketing e a política.

Atualmente está com mostra em cartaz no MAMEducação como matéria prima

 

Doitschinoff é representando no Brasil pela Galeria Choque Cultural e nos Estados Unidos pela Jonathan Levine Gallery.

Paulo Pasta

Nascido em Ariranha / SP, em 1959, Paulo Pasta é Doutor em artes visuais pela Universidade de São Paulo. Recebeu a Bolsa Emile Eddé de Artes Plásticas do Museu de Arte Contemporânea da USP (São Paulo, SP), em 1988. Dentre as exposições recentes de que participou, destaque para individuais no SESC Belenzinho (São Paulo), 2014; na Fundação Iberê Camargo (Porto Alegre, RS), 2013; no Centro Universitário Maria Antonia (São Paulo), 2011; e no Centro Cultural Banco do Brasil (Rio de Janeiro, RJ), 2008; para o "Panorama dos Panoramas", no Museu de Arte Moderna de São Paulo (São Paulo), 2008; e para individual na Pinacoteca do Estado de São Paulo (São Paulo), 2006; além de edições das Bienais de São Paulo, Mercosul e Cuenca. Como professor, lecionou pintura na Faculdade Santa Marcelina, entre 1987 e 1999; desenho na Universidade Presbiteriana Mackenzie, entre 1995 e 2002; e pintura na USP, em 2011 e 2012. Leciona na Fundação Armando Álvares Penteado - FAAP desde 1998.

O grupo Pigmento convidou o artista Paulo Pasta para uma rica conversa sobre sua trajetória, obra e vida.

Representado pela Galeria Millan, Pasta expôs em novembro de 2015 Há um fora dentro da gente e fora da gente um dentro