Notícias

Voltar

Programe-se: últimos dias de exposições imperdíveis em SP!

O ano de 2019 acaba de começar e com ele uma nova programação de exposições está sendo preparada para o público paulistano. Com algumas mostras já divulgadas - como a programação do MASP, voltada neste ano para o trabalho de mulheres -, São Paulo pode se preparar para um ano agitado no circuito de artes visuais.

Mas muitas exposições de 2018 ainda estão em cartaz na cidade e vão chegando aos seus últimos dias de exibição. Pensando nisso, o InfoArtSP selecionou algumas mostras que você não pode perder! Confira a lista a seguir:

50 ANOS DE REALISMO – DO FOTORREALISMO À REALIDADE VIRTUAL
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: TEREZA DE ARRUDA
ATÉ 14/1
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

Com acervo inédito de cerca de 100 obras do fotorrealismo à realidade virtual, a exposição tem como ponto inicial a realidade e sua representação nos últimos 50 anos através de pinturas, esculturas, vídeos e instalações interativas de 30 artistas contemporâneos, nacionais e estrangeiros, como John De Andrea, Ben Johnson, Craig Wylie, Javier Banegas, Ralph Goings, Raphaella Spence, Simon Hennessey e os brasileiros Fábio Magalhães, Giovanni Caramello, Hildebrando de Castro e Regina Silveira. A proposta curatorial possui um caráter de ineditismo, pois o fenômeno da representação da realidade na arte contemporânea nunca foi tratado partindo do fotorrealismo, sendo este aprimorado no hiper-realismo, seguido da perspectiva de expansão futura da realidade virtual. Saiba mais.

Escultura de John De Andrea na exposição. Foto: Tauã Miranda / InfoArtSP.

RAFAEL E A DEFINIÇÃO DA BELEZA
ARTISTAS: RAFAEL E OUTROS
CURADORIA: ELISA BYINGTON
ATÉ 13/1
CENTRO CULTURAL FIESP

A obra de Rafael, o mais jovem da tríade formada também por Leonardo da Vinci e Michelangelo, se inspira tanto na Antiguidade Clássica quanto na natureza, materializando-se como síntese de elegância e naturalidade. Na exposição estão expostas obras de grandes mestres do Renascimento de diversas coleções italianas e do próprio artista, considerado o maior e mais perfeito representante da Idade de Ouro do Renascimento - os primeiros anos do século XVI que abarcam um dos mais ricos e importantes períodos da história da arte ocidental. Entre os itens expostos estão cartões (a última fase do desenho preparatório, antes de ser transposto para a parede), como o da escola de Atenas, e outros estudos, como os feitos para a realização de O Massacre dos Inocentes. O público pode ainda explorar os locais onde estão alguns afrescos produzidos por Rafael e sua equipe através de óculos de realidade virtual e de projeções - ideal para todas as idades! No mesmo dia 13/1 (domingo), o centro cultural também encerra outras duas mostras: "Sarro: o brasileiro global" e "Espaços compartilhados da imagem". Saiba mais.

Rafael Sanzio, cartão com "Escola de Atenas", 1509. Foto: Tauã Miranda / InfoArtSP.

AI WEIWEI RAIZ
ARTISTA: AI WEIWEI
CURADORIA: MARCELLO DANTAS
ATÉ 20/1
OCA - PARQUE DO IBIRAPUERA

A maior mostra já realizada pelo artista plástico Ai Weiwei - a primeira do chinês no Brasil e premiada como a melhor exposição internacional pela APCA, a Associação Paulista de Críticos de Artes - ocupa a Oca, prédio de Oscar Niemeyer no Parque Ibirapuera. A exposição apresenta parte da produção deste brilhante artista por meio de alguns dos seus mais icônicos trabalhos, além das obras inéditas criadas a partir da imersão do artista na cultura e nas tradições brasileiras. Temas caros ao artista, como a crise mundial de imigração - ponto de partida para inúmeras obras e para um documentário produzido por Weiwei - e a liberdade de expressão, estão presentes entre as 70 obras reunidas para a mostra. Imperdível! Saiba mais.

A imersão na cultura brasileira fez com que o artista realizasse obras com pedaços de raízes de pequi-vinagreiro, espécie típica da Mata Atlântica. Foto: Tauã Miranda / InfoArtSP.

6° PRÊMIO EDP NAS ARTES
ARTISTAS: VÁRIOS
ATÉ 13/1
INSTITUTO TOMIE OHTAKE

Com o objetivo de estimular a jovem produção artística contemporâneapara brasileira, a iniciativa contempla uma série de atividades ao longo do ano, como cursos, palestras e workshops em regiões brasileiras onde o acesso à arte contemporânea é mais restrito. Na atual edição, 10 nomes foram selecionados e três foram premiados com uma residência artística internacional. O grupo recebeu acompanhamento personalizado da equipe de jurados para o processo de realização de suas respectivas obras, oportunidade rara para jovens artistas. Na mostra os artistas apresentam instalações, video performaces, pinturas, esculturas e obras em outros suportes. Saiba mais.

Lucas Emanuel, Florindo, série Pintores Anônimos, 2018. Óleo e encáustica sobre tela, 40 x 50 cm. Foto: Divulgação.

DO SILÊNCIO À MEMÓRIA
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: JULIANA CAFFÉ
ATÉ 13/1
MIS - MUSEU DA IMAGEM E DO SOM

A mostra é a última exposição da Temporada de Projetos 2018, do Paço das Artes, e é composta por videoinstalações, fotografias, quadros e outras peças. Participam sete artistas e coletivos que têm trabalhado com processos narrativos e com a dimensão reflexiva da história relacionada com questões raciais, de classe, de sexualidade e de gênero. As obras têm o objetivo em comum de estimular a reflexão sobre construções narrativas e a de utilizar a capacidade da arte de trazer para a memória coletiva social outras perspectivas e possibilidades de mundo. Saiba mais.

Obra de Jaider Esbell. Foto: Divulgação.

ÁFRICA REVISITADA
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: ALFONS HUG
ATÉ 12/1
ZIPPER GALERIA

A exposição apresenta uma seleção de trabalhos que estiveram no maior panorama da arte contemporânea africana já exibido no Brasil, a coletiva "Ex África", que percorreu as sedes do CCBB durante 2018. Alfons Hug, curador de ambas as mostras, reúne na galeria paulistana trabalhos dos artistas J. D. 'Okhai Ojeikere (Nigéria, 1930-2014), Leonce Raphael Agbodjelou (Benin, 1965), Nástio Mosquito (Angola, 1981) e Karo Akpokiere (Nigéria, 1981), que mostram ao público brasileiro uma pequena amostra do imenso universo da arte contemporânea africana, que ganha cada vez mais espaço nos museus e galerias internacionais apesar de ainda ser pouco representado nesses espaços tradicionais. Saiba mais.

Nástio Mosquito, Hilário, 2016. Vídeo. Duração: 3'42''. Foto: Divulgação.

Para ver as outras exposições em cartaz em São Paulo, é só acessar nossa agenda. Não dê bobeira: convide um amigo para a visita e programe-se para ficar por dentro do melhor do circuito de artes da cidade!