Notícias

Voltar

Museo Casa Lis: um lar para Art Déco e Art Nouveau

Por Maryella Sobrinho.

A Casa Lis é um palacete construído em 1905 às margens de uma antiga muralha, na cidade de Salamanca (Espanha). O projeto do arquiteto Joaquín de Vargas e Aguirre (1857- 1935) foi uma encomenda de D. Miguel de Lis (1855-1909), então proprietário de uma fábrica de curtidos, cujo próspero negócio permitiu arcar com tamanha construção. O pátio interior central define toda a sua arquitetura: as salas são distribuídas ao seu redor e grande parte da iluminação do ambiente provém da clarabóia em vidro. A fachada em ferro e vidro segue os preceitos da arquitetura industrial, sendo dos poucos exemplares de arquitetura modernista encontradas em Salamanca. Quando ainda funcionava como residência continha quartos de verão e inverno, salas de estar e jantar, oratório e quartos de banho com água fria e quente. 


D. Miguel de Lis e sua esposa Dolores Primo, na Casa Lis. Foto: Arquivo Gombau. Filmoteca Regional de Castilla y León. Disponível em http://www.museocasalis.org/nuevaweb/museo/casa-lis

Em 1917 a Casa passou a ser propriedade de D. Enrique Esperabé de Arteaga (1869- 1966), que na época seria o reitor da Universidade de Salamanca, a quarta mais antiga do mundo. Nas décadas seguintes foi habitada por outras famílias até que nos anos 1970 foi fechada, entrando em decadência e degradação. A partir de 1980, o Ajuntamento de Salamanca iniciou um reconhecimento do valor da construção e um processo de restauração. Em 1995, passou a abrigar uma coleção de Art Nouveau e Art Déco, tornando-se um museu. 


Antiga fachada da Casa Lis.

 


Abaixo, fachada atual. Disponível em http://www.museocasalis.org/nuevaweb/museo/casa-lis

A instituição é gerida pela Fundação D. Manuel Ramos Andrade (1944 - 1998) que deve seu nome ao antiquarista e colecionador que além de doar diversos objetos, disponibilizou fundos para manutenção do museu.

A coleção
A maior parte da coleção consiste em objetos utilitários produzidos entre as últimas décadas do século XIX até a 2ª Guerra Mundial, cada um deles dotados de qualidades estéticas correspondentes à proposta da Art Nouveau e Art Déco. Embora ambos estilos tenham estreitarelação, possuem propostas diferentes. A sinuosidade e assimetria fazem parte do repertório da primeira, sempre tendo motivos vegetais e florais como referência. Já o segundo estilo é representado por formas femininas e animais, linhas retas e circulares. Em comum, as duas estéticas estreitamente relacionadas às artes aplicadas representam o modo de vida de uma determinada época. Dentre os destaques da coleção estão:
- Jóias do russo Peter Carl Fabergé e do catalão Masriera,
- Vasos de vidro iridescente de atelieres boemios, como de Johan Loetz, Kralik e Pallme König,
- Peças da École de Nancy,
- Móveis de Gaspar Homar, Louis Majorelle e Joan Busquets,
- Porcelanas Rosenthal, Royal Copenhagen, Mariano Benlliure, Gustave Guetant o Zuloaga,
- Peças de René Lalique e Émille Gallé,
- A coleção de bonecas de porcelana francesas do século XIX (tida como a melhor coleção do tipo) e
- Criselefantinas (esculturas em ouro e marfim) de Demetre Chiparus e Ferdinand Preiss.



Pierrot. Otto Hoffmann. Bronce, marfil y mármol. 33,2 cm C.1915 e Bebé con sombrilla. Léopold Lambert y cabeza Jumeau. Melodía única. 51 cm. 1885-1900. Fotografía: Óscar J. González Hernández.

Para abrigar e expor os itens citados, o edifício passou por uma transformação. Ganhou janelas de vidro na fachada seguindo a tradição catalã e o policromo vitrificado do pátio central, composto por 2.000 peças de vidro colorido, com projeto de Ramos Andrade e peças do vidreiro catalão Juan Villaplana. Também foram recuperados os antigos vitrais da fachada sul, feitos na época que D. Miguel de Lis ainda morava na casa. Não bastasse a rica coleção, todo o edifício é
uma obra de arte, que faz parte da Rota Européia do Modernismo.
Na impossibilidade de visitar a Casa Lis em Salamanca, pode-se realizar o tour virtual, disponível no link http://www.museocasalis.org/nuevaweb/visitanos/visita-virtual . O vídeo MUSEO CASA LIS ART NOUVEAU Y ART DECO também permite ter uma noção das qualidades do museu e de sua coleção. 

Referências
http://www.kralik-glass.com/frametemplate.html
http://www.museocasalis.org/nuevaweb/

A colunista:
Maryella Sobrinho é doutoranda em Teoria e História da Arte, na Universidade do Estado de Santa Catarina (Udesc), com orientação da Profª Drª. Rosângela Miranda Cherem. Atualmente, pesquisa a obra da escultora Cristina Iglesias e suas relações com o espaço paisagístico. É mestre em Teoria e História da Arte pela Universidade de Brasília (UnB), com bolsa CAPES e REUNI, quando estudou a coleção do Banco Central. Outros textos de Maryella Sobrinho: Museu NukusDo Moderno ao Contemporâneo; O que é uma coleção?