Notícias

Voltar

Mostra de Cinema de SP chega a sua 41ª edição

O maior e mais tradicional festival de cinema de São Paulo - a Mostra Internacional de Cinema - começou na última quinta-feira (19) e vai até 1º de novembro. Os 395 filmes de 59 países - entre eles, 64 nacionais e 98 títulos dirigidos por mulheres - terão suas exibições espalhadas por mais de 30 espaços na capital paulista, entre cinemas, museus e centros culturais, além de exibições gratuitas ao ar livre, como as que acontecem no vão livre do MASP e no dia de encerramento, 3 de novembro, no Parque Ibirapuera.

A seleção dos filmes faz um apanhado do que o cinema contemporâneo mundial tem produzido, além de apresentar tendências, temáticas, narrativas e estéticas. A 41ª Mostra é composta por seis seções: Homenagens, Apresentações Especiais, Foco Suíça, Competição Novos Diretores, Mostra Brasil e Perspectiva Internacional. Os cineastas homenageados nesta edição são: Paul Vecchiali, Agnès Varda, Paulo José e Alain Tanner e o artista e cineasta chinês Ai Weiwei, que assina o pôster deste ano e que apresentou o documentário "Human Flow – Não Existe Lar se Não Há para Onde Ir", na sessão de abertura do evento, na última quarta-feira (18).

O Foco Suiça destaca filmes produzidos no país, com a exibição de sete títulos do diretor Alain Tanner e de um filme inédito de Jean-Luc Godard, feito para a televisão. Pela primeira vez em sua história, a mostra vai contar também com uma programação especial de filmes de realidade virtual, tecnologia que expandiu os horizontes da linguagem cinematográfica. Serão apresentados 19 curtas-metragens de realidade virtual, entre eles, Bloodless, de Gina Kim, premiado em Veneza.

Cartaz oficial da 41ª edição da mostra, com a arte assinada pelo artista chinês Ai Weiwei

Outros filmes que marcam presença durante o festival são alguns premiados em festivais internacionais, como The Square, de Ruben Östlund, vencedor da Palma de Ouro em Cannes; Custódia, de Xavier Legrand, Leão de Prata de melhor direção no festival de Veneza; e O Outro Lado da Esperança, de Aki Kaurismaki, premiado com o Urso de Prata de melhor direção, em Berlim; além de 14 filmes indicados por seus países para concorrer ao prêmio de melhor filme estrangeiro no Oscar.

Além das salas de cinema tradicionais, os filmes serão exibidos também nas salas do Circuito SPCine, em regiões mais afastadas do centro expandido da cidade, com o objetivo de atrair novas plateias. Também faz parte da programação uma itinerância pelo interior paulista. E, no dia 3 de novembro, o encerramento acontece com a apresentação do filme O Homem Mosca (1923), de Fred Newmeyer e Sam Taylor, em uma sessão ao ar livre no Parque Ibirapuera, com acompanhamento musical da Orquestra Jazz Sinfônica, sob regência do maestro João Maurício Galindo.

Exibição do filme "Três Anúncios para um Crime" no Espaço itaú Frei Caneca sala 2. Foto: Claudio Pedroso/Agência Foto

Mais informações e a programação do festival podem ser encontradas no site da mostra.