Notícias

Voltar

Mostra de arte barroca no Museu Afro Brasil ganha catálogo um dia antes de seu encerramento

Com aproximadamente 500 obras, mostra exibida no Museu Afro Brasil chega ao fim no próximo dia 4 de março. 

Exposição "Barroco Ardente e Sincrético - Luso-Afro-Brasileiro" (Foto: Leonardo Dias) 

Após quase sete meses em cartaz e receber a visita de aproximadamente 100 mil visitantes, a mostra “Barroco Ardente e Sincrético - Luso-Afro-Brasileiroencerra no dia 4 de março, próximo domingo. Para fechar esta grande exposição - na realidade, a maior mostra sobre Barroco realizada no país desde a “BRASIL + 500 Mostra do Redescobrimento”, no ano 2000 -, o Museu Afro Brasil lança, no dia 3 de março (sábado), às 11h, seu catálogo. O evento acontece no espaço do Museu, que tem entrada gratuita aos sábados, e, no dia do lançamento, o catálogo terá preço promocional.

Em suas 400 páginas o catálogo reúne, além de imagens das principais obras expostas na mostra, textos de Emanoel Araujo, Myryam Andrade Ribeiro de Oliveira, Fernando da Rocha Peres, Clarival do Padro Valladares, Percival Tirapeli, João Marino, Dom Clemente, Maria da Silva-Nigra, João Carlos Teixeira Gomes, entre outros pesquisadores do movimento artístico.

Após o dia do lançamento, o catálogo ainda poderá ser adquirido na loja do Museu Afro Brasil.

Fachada do Museu Afro Brasil. (Foto: José Cordeiro/SPTuris/Reprodução)

Sobre a exposição
Com curadoria de Emanoel Araujo, a exposição introduz o visitante ao espírito do barroco, passando pelas suas referências na cultura erudita e popular entre os séculos XVII e XIX, abordando as contribuições dos dois mais expressivos artistas do barroco brasileiro: Antônio Francisco Lisboa, o Aleijadinho (1730-1814), em Ouro Preto (MG) e Mestre Valentim da Fonseca e Silva (1745-1813), no Rio de Janeiro (RJ).

Focada nas variadas manifestações do estilo artístico em Portugal e no Brasil com ênfase em suas expressões em um país miscigenado, a mostra reúne ainda pinturas, esculturas, mobiliários, oratórios, talhas, esculturas, azulejarias, pratarias e porcelanatos de artistas fundamentais para a compreensão do movimento barroco.

José Teófilo de Jesus (1758 – 1847), Alegoria dos quatro continentes - África, Século XVIII. Óleo sobre tela, 65 x 100 cm. (Foto: Rômulo Fialdini)

Serviço
Lançamento do catálogo da exposição “Barroco Ardente e Sincrético – Luso-Afro-Brasileiro”.
Data: 3 de março de 2018, às 11h.
Local: Museu Afro Brasil | Av. Pedro Álvares Cabral, s/n - Parque Ibirapuera (Portão 10), São Paulo.
Encerramento da exposição: 4 de março de 2018.
Entrada: R$ 6,00 | Meia entrada R$ 3,00 | Gratuito aos sábados. Livre para todos os públicos.