Notícias

Voltar

MASP COMEMORA SEUS 70 ANOS EM OUTUBRO

O MASP foi oficialmente inaugurado em 2 outubro de 1947, na rua 7 de abril, na sede dos Diários Associados, em São Paulo. Em 2017, para comemorar seus 70 anos de existência, o Museu oferecerá, ao longo de todo o mês de outubro de 2017, uma intensa programação gratuita, com shows, oficinas, visitas, palestra, seminário e filmes.


Vista externa do MASP na avenida Paulista, década de 1980 – Foto: Luiz Hossaka - Arquivo da Biblioteca e Centro de Documentação do MASP.

No primeiro domingo do mês, 1 de outubro, dia em que a avenida Paulista está aberta a transeuntes, o Museu ocupará o Vão Livre com shows de músicos independentes. Estão confirmadas as apresentações de Juçara Marçal, que, além da carreira solo, também integra os projetos Metá Metá, A Barca e Vésper Vocal; Paulinho Tó, que lançou em 2016 seu segundo disco; e a banda Teto Preto, que reúne músicos de diferentes backgrounds para jam sessions eletrônicas. Os shows acontecerão ao longo do dia, a partir das 11h, em palco montado no Vão Livre do Museu. 

Nos intervalos dos shows, desde as 10h, crianças, adolescentes e adultos poderão participar de diferentes oficinas gratuitas de jogos e brincadeiras, construção de estruturas modulares com madeira e tecido; práticas teatrais; e experimentações sonoras com instrumentos não convencionais, respectivamente com os grupos e proponentes Brincantes Urbanos, Piparia, Coletivo de Galochas e Marcos Freitas. Haverá ainda visitas especiais ao acervo do MASP para crianças de 6 a 13 anos, com a artista e educadora Elaine Fontana; e para adultos, sobre três tópicos relacionados ao Museu: formação de seu acervo, com o curador-adjunto de arte europeia, Luciano Migliaccio; acervo e conservação, com Cecília Winter, Heber Kusano e Rafael Araújo, do núcleo do Acervo; e arquitetura e expografia, com o arquiteto Martin Corullon. 


Ofcincas – Brincantes Urbanos.

Além disso, durante todo o dia, o público poderá customizar camisetas, bolsas, cartazes, faixas e artigos pessoais em uma estação de serigrafia e impressão, onde serão aplicadas ferramentas e técnicas do universo da gravura. A customização também será gratuita.

No dia oficial do aniversário, 2 de outubro, segunda-feira, o MASP estará aberto e terá entrada gratuita e horário de visitação estendido, das 10h às 22h. As exposições "Miguel Rio Branco: nada levarei quando morrer" e "Tracey Moffatt: montagens" terão sua data de término adiada em um dia e poderão ser vistas no 1º subsolo e sala de vídeo, respectivamente. Além delas, o público poderá visitar "Guerrilla Girls: gráfica, 1985-2017", no mezanino do 1º subsolo; "Pedro Correia de Araújo: Erótica", no 2º subsolo; e "Acervo em transformação", no 2º andar.

A partir das 19h, serão abertas, excepcionalmente, as persianas das janelas do 2º andar, onde estão as obras do acervo do Museu. Esta será uma chance rara e histórica para que os visitantes vejam os cavaletes de cristal de Lina Bo Bardi em relação direta com a cidade, justapostos pelas vistas da avenida Paulista e da avenida Nove de Julho, paralelamente. A última vez que isso ocorreu foi em 10 de dezembro de 2015, na abertura da exposição "Acervo em transformação", quando o Museu trouxe de volta os cavaletes de cristal ao espaço expositivo de seu acervo. 


Lina Bo Bardi na construção do MASP na avenida Paulista ao lado de protótipo do cavalete de cristal com reprodução de O Escolar (O flho do carteiro – Gamin au Képi) (1888), de Vincent van Gogh, década de 1960. Foto: Lew Parrella.

No restante do mês de outubro, o programa Diálogos no acervo terá visitas especiais sobre sua história, arquitetura e acervo, sempre às terças e sextas-feiras, às 16h. No primeiro sábado, 7 de outubro, o ciclo de palestras gratuitas sobre artistas mulheres no acervo do MASP abordará a trajetória e a obra da fotógrafa Cláudia Andujar. Em 12 de outubro, Dia das Crianças, Elaine Fontana dará novas oficinas para o público infantil, que buscam explorar o corpo, a relação com as obras do acervo e o espaço público. No dia 16 de outubro, a série OSESP MASP apresentará concerto com composições de Johann Sebastian Bach, Leonard Bernstein, Charlie Parker, Astor Piazzola e Roberto Sion em diálogo com a obra Composição com fundo amarelo e vermelho (1945), de Alexandre Calder. Em 18 de outubro, o Clube de Leitura debaterá o livro O Amigo Americano – Nelson Rockfeller e o Brasil, de Antonio Pedro Tota. E nos dias 20 e 21 de outubro, o seminário Histórias afro-atlânticas traz curadores, especialistas e artistas nacionais e internacionais para debater uma variedade de tópicos que se relacionam à África, às Américas, ao Caribe e à Europa, em preparo para a exposição coletiva homônima, programada para o próximo ano.

O MASP encerra as atividades de seus 70 anos recebendo a 40a Mostra Internacional de Cinema de São Paulo, com exibições gratuitas no Vão Livre, de 23 a 28 de outubro, a partir das 19h30. Antes de cada filme, o MASP será homenageado com projeções de fotos e cenas que recontam a trajetória da Mostra no Museu. A história da Mostra é também parte da história do MASP, já que surgiu dentro do Museu em 1977, idealizado por seu programador de cinema, Leon Cakoff, que exibiu os filmes da Mostra no Auditório do MASP até sua sétima edição, em 1983. 


5° Mostra Internacional de Cinema no MASP, 1981 – Arquivo da Biblioteca e Centro de Documentação do MASP.

As inscrições para oficinas, visitas, palestra e seminário poderão ser feitas presencialmente, no dia de cada evento, 2 horas antes do início das atividades. Os shows do dia 1 de outubro no Vão Livre serão gratuitos, abertos a todos os interessados e não necessitarão de inscrições ou retirada de ingressos. Os ingressos para o espetáculo OSESP MASP já estão à venda no site ingressorapido.com.br.