Notícias

Voltar

JAMAC realiza leilão beneficente e roda de conversa com Mônica Nador e convidados

Leilão Beneficente JAMAC, na Baró Galeria, conta com obras de Mônica Nador, Regina Silveira, Leda Catunda, Shirley Paes Leme, Alex Ceverny, Lourival Cuquinha, Amilcar Packer e Giu Montijo

Jardim Miriam Arte Clube (Divulgação)

Na próxima quarta-feira (6/12), a Baró Galeria abre suas portas para receber as artistas plásticas Mônica Nador, Néle Azevedo, Rosana Paulino, a crítica e curadora Thais Rivitti e as cineastas Thais Scabio e Maristela Bizarro para debater a arte feita fora dos espaços formais e seus desdobramentos na sociedade. A mesa "Continuamos: diálogos sobre o transbordamento da arte" é o ponto de partida para o Leilão Beneficente com obras de Regina Silveira, Leda Catunda, Shirley Paes Leme, Alex Ceverny, Lourival Cuquinha, Amilcar Packer e Giu Montijo, entre outros, além da própria Mônica Nador, anfitriã da noite. 

Todo o valor do leilão será revertido para o financiamento coletivo do JAMAC - Jardim Miriam Arte Clube, projeto fundado por Nador em 2003. O espaço localizado na periferia da cidade oferece oficinas de formação em estêncil, serigrafia e audiovisual, além de promover diversas atividades que se situam na interseção entre arte e a formação para a cidadania.

Financiamento Coletivo
Além do leilão, o JAMAC também conta com uma campanha de financiamento coletivo para a manutenção de seu espaço e de suas atividades. Dessa forma, o projeto busca garantir a permanência de suas portas abertas para, cada vez mais, acolher e estimular o surgimento de iniciativas culturais independentes na zona sul de São Paulo. As contribuições variam entre R$ 30 e R$ 20.000 e podem ser realizadas na página do JAMAC na plataforma Benfeitoria.

Sobre o JAMAC
Localizado na zona sul de São Paulo, o espaço cultural tem como objetivo central construir processos de formação que estimulem encontros entre arte e vida, estética e política. O espaço acolhe  atividades como oficinas, exibições, rodas de conversa e aulas abertas, sempre com foco em diversidade, inclusão e direito à cidade e memória.

Ainda hoje o JAMAC é um dos poucos centros de acolhimento da produção artística cultural da região e, desta maneira, promove a inclusão de centenas de jovens e adultos no circuito de produção artística. As ações do JAMAC estimularam também o florescimento de diversas iniciativas culturais no território, organizadas por grupos da região e que hoje atuam em parceria com o projeto. Atua, assim, como um importante agenciador de debates sobre políticas públicas para a cultura na zona Sul de São Paulo.

Convite Leilão e conversa na Baró Galeria (Divulgação)

Serviço
Leilão Beneficente JAMAC + "Continuamos: diálogos sobre o transbordamento da arte", conversa com Mônica Nador e convidados.
Data e horário: Dia 6 de dezembro de 2017, quarta-feira, das 19h às 22h.
Local: Baró Galeria | Rua da Consolação, 3417 - Jardins, São Paulo.
Entrada franca.