Notícias

Voltar

Intervenções do coletivo 3NÓS3 são reunidas em livro com lançamento no Itaú Cultural

3NÓS3: Intervenções Urbanas – 1979-1982 apresenta trabalhos de intervenções urbanas e na mídia realizados ao longo de três anos pelos artistas visuais Hudinilson Jr., Mario Ramiro e Rafael França, precursores em diferentes tipos de artes, como a xerografia, videoarte e arte e tecnologia, e integrantes do grupo que é referência na história dos coletivos do Brasil

3NÓS3, Interdição Av. Paulista, 1979

No dia 12 de dezembro, terça-feira, o Itaú Cultural recebe em sua Sala Vermelha o lançamento do livro 3NÓS3: Intervenções Urbanas - 1979-1982, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2013-2014 e editado pela Ubu Editora. Concebido em 1982, o projeto do livro previa a reunião de textos, fotografias e reproduções dos jornais e revistas que documentaram as intervenções urbanas e outros trabalhos realizados pelo grupo 3NÓS3, um dos mais importantes protagonistas da chamada arte independente em vigor no país ao final dos anos 1970 e início de 1980, formado pelos artistas visuais Hudinilson Jr. (1957-2013), Rafael França (1857-1991) e Mario Ramiro (1957-). O evento de lançamento do livro acontece às 19h, é gratuito, e contará com a apresentação de Ramiro e de Elaine Ramos, da Ubu.

Consolidado e produzido por Ramiro, o livro, com 240 páginas, reúne uma extensa documentação de trabalhos do 3NÓS3, acompanhados pelos textos das pesquisadoras Annateresa Fabris, Adelaide Pontes e Erin Aldana, que se debruçaram sobre a produção do grupo e o período de plena ebulição social na qual estava inserida sua atuação - com agitação dos movimentos sociais e estudantis, as reivindicações pela redemocratização, as greves trabalhistas e a considerada arte alternativa (independente e marginal). Além dos textos, a obra traz uma breve cronologia da produção de arte urbana brasileira anterior ao 3NÓS3, assim como das que ocorreram simultaneamente às atividades do grupo e também nos anos seguintes a sua atuação.

Nas décadas de 1970 e 1980, destacam-se aspectos culturais que influenciaram a arte desse período: o grafite, a ascensão do punk rock, a música e o cinema independentes, a poesia de mimeógrafo e a arte xerox. O capítulo Cronologia de fatos paralelos procura expor em uma linha do tempo o contexto geral no qual uma arte urbana emergente nos anos 1980 estava inserida, destacando produções que naquela época não foram identificadas necessariamente como uma nova forma de arte. Ele oferece apontamentos para a compreensão do que se poderia chamar de uma vocação performativa e coletiva da arte urbana no Brasil.

3NÓS3, Ensacamento, 1979. Acervo Mario Ramiro.

Intervenções
Entre as mais conhecidas intervenções do grupo estão Ensacamento e X-Galeria, ambas de 1979, nas quais a mídia impressa e televisiva tiveram um papel estratégico por atuarem como um prolongamento das ações em um suporte de maior alcance e permanência. Nesse contexto, a fotografia e o vídeo protagonizam um “espaço” de acontecimento das obras, uma vez que as intervenções físicas na cidade tinham curtíssima duração. 

Em Ensacamento o grupo encapuzava com sacos de lixo dezenas de esculturas e monumentos públicos de São Paulo; já em X-Galeria, o grupo lacrava, simbolicamente, galerias de arte com um “X” de fita crepe, acompanhado do bilhete: “O que está dentro fica, o que está fora se expande.”

3NÓS3, X-Galeria, 1979. Acervo Mario Ramiro.

Sobre os artistas
Mario Ramiro nasceu em Taubaté (SP), em 1957. Artista multimídia, sua produção reúne intervenções urbanas, redes telecomunicativas, esculturas, instalações, fotografia e arte sonora. É mestre em fotografia e novas mídias pela Escola Superior de Arte e Mídia de Colônia, na Alemanha, e doutor em artes visuais pela Universidade de São Paulo, onde atua como professor da Escola de Comunicações e Artes.

Hudinilson Jr. é natural de São Paulo (SP) e foi um dos precursores da arte xerox no Brasil. Também nasceu em 1957. Trabalhou com gravura, colagem, arte postal, grafite, xerografia, performance, livros de artista e intervenções urbanas. Foi o criador do Centro de Xerografia da Pinacoteca do Estado de São Paulo e pesquisador constante das manifestações de arte urbana no Brasil. Sobretudo após seu falecimento em 2013, sua produção tem sido revistada em diversas e importantes exposições realizadas no Brasil e no mundo.

Rafael França é de Porto Alegre (RS), nascido no mesmo ano dos amigos de grupo, e foi um dos precursores da videoarte e da arte e tecnologia no país. Trabalhou com gravura, arte xerox, vídeo-instalações e intervenções urbanas. Radicado nos Estados Unidos, frequentou a School of the Art Institute of Chicago, onde estudou e desenvolveu uma parte significativa de sua produção videográfica, abordando temas controversos relacionados à sexualidade e à morte. Faleceu na capital do estado de Illinois em 1991.

3NÓS3, Arco 10, 1981. Acervo Mario Ramiro.

Serviço
Lançamento do livro 3NÓS3: Intervenções Urbanas – 1979-1982, contemplado pelo Rumos Itaú Cultural 2013-2014.
Datas e horários: Dia 12 de dezembro de 2017, às 19h.
Local: Itaú Cultural (Sala Vermelha) | Avenida Paulista, 149 - Cerqueira César, São Paulo (Estação Brigadeiro do Metrô).
Entrada livre e gratuita.
Retirada de ingressos: Público preferencial - duas horas antes do evento, com direito a um acompanhante (ingressos liberados apenas na presença de ambos). Público não preferencial - uma hora antes do evento, um ingresso por pessoa. 70 lugares.
Preço do livro: R$76