Notícias

Voltar

Enfim, o fim: últimos dias de exposições imperdíveis em SP

O circuito de artes visuais na capital paulista está sempre se renovando e inaugurando exposições semanalmente, fato que você já acompanha há algum tempo aqui no InfoArtSP. Mas, infelizmente, quase toda semana também temos que nos despedir de mostras que gostaríamos que ficassem mais um pouquinho.

Nesta seleção, o InfoArt separou algumas das mais importantes exposições que acontecem na cidade - seja pelos artistas participantes ou por sua importância na arte contemporânea - e que estão com seus dias de exibição contados. Então corra! O tempo é curto mas garantimos que cada uma delas valerá a visita. E não se esqueça de se programar e confirmar os horários e dias de funcionamento dos locais que recebem as mostras, assim você pode curtir com mais tranquilidade sua visita!

33ª BIENAL DE SÃO PAULO - AFINIDADES AFETIVAS
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: GABRIEL PÉREZ-BARREIRO E OUTROS
ATÉ 9/12 (DOMINGO)
FUNDAÇÃO BIENAL DE SÃO PAULO

Vai chegando ao fim mais uma edição de uma das mais importantes bienais do eixo Sul da Terra. A 33ª Bienal de São Paulo busca abordar questões sobre a atenção, a experiência individual do espectador e dos artistas participantes. Para isso, a edição apresentou um modelo alternativo ao de temática única, trazendo doze projetos individuais selecionados pelo curador-geral e sete mostras coletivas organizadas pelos artistas-curadores convidados: Alejandro Cesarco, Antonio Ballester Moreno, Claudia Fontes, Mamma Andersson, Sofia Borges, Waltercio Caldas e Wura-Natasha Ogunji. O título não acorrenta o direcionamento da exposição tematicamente, mas caracteriza sua organização a partir de afinidades artísticas e culturais entre os envolvidos. Presença e atenção são as premissas dessa edição, numa reação a um mundo de verdades prontas, no qual a fragmentação da informação e a dificuldade de concentração levam à alienação e à passividade. Imperdível! Saiba mais.

A Bienal acontece no Prédio da Fundação Bienal, no Parque Ibirapuera, e tem entrada gratuita. Foto: InfoArtSP.

RETRATOS
ARTISTA: BOB WOLFENSON
CURADORIA: RODRIGO VILLELA
ATÉ 9/12
ESPAÇO CULTURAL PORTO SEGURO

Uma das principais referências nacionais como retratista, fotógrafo de nus e de moda, Bob Wolfenson transita com a mesma destreza entre a publicidade e a arte. Ao longo de seus quase 50 anos de carreira, é responsável por alguns dos retratos mais marcantes da iconografia brasileira recente. A exposição traz mais de 200 retratos, vários deles ainda inéditos, realizados pelo fotógrafo ao longo de 45 anos. O mais antigo é um registro de 1973 do dramaturgo e diretor teatral, José Celso Martinez Corrêa; um dos mais recentes - feito especialmente para a mostra - foi o do também fotógrafo Sebastião Salgado. Para além dos retratos, a mostra exibe um conjunto de fotografias de um lado menos divulgado do fotógrafo: sua atividade de "paparazzo". São relances de figuras encontradas por acaso e que ele não poderia deixar passar, a exemplo de Charles Chaplin, Sophia Loren e Yoko Ono. Saiba mais.

Caetano Veloso, Rio de Janeiro, 1988. © Bob Wolfenson.

MAM 70: MAM E MAC USP
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: ANA MAGALHÃES, HELOUISE COSTA E FELIPE CHAIMOVICH
ATÉ 16/12
MAM - MUSEU DE ARTE MODERNA

A mostra reúne obras, artistas e ações pioneiras que marcaram a trajetória da instituição, fundada em 1948, umas das primeiras no Brasil dedicadas a colecionar e exibir arte moderna. Desde o início, o museu buscou formar uma coleção por meio de mostras prospectivas, desenvolver uma prática pedagógica, expandir o campo da fotografia como arte e antecipar os rumos das tendências artísticas futuras. Agora o museu revisita esses quatro princípios através de aproximadamente 100 obras de sua coleção, buscando enxergar o futuro que se constrói a partir de uma história já consolidada no Brasil e no exterior. Saiba mais.

Vistas da exposição no MAM-SP. Foto: InfoArtSP.

NOVA FOTOGRAFIA 2018: BAMBAS
ARTISTA: HUDSON RODRIGUES
ATÉ 9/12
MIS - MUSEU DA IMAGEM E DO SOM

A quinta mostra do programa "Nova Fotografia 2018" apresenta a série fotográfica Bambas, de Hudson Rodrigues. Nela, o artista aborda a representação do negro no Brasil através de imagens que retratam seu cotidiano, seus amigos e parentes, e a relação deles com a metrópole paulistana. As fotos foram feitas de forma direta, já que Hudson sempre esteve inserido em todas as cenas, afinal é um destes "bambas". Saiba mais.

Bambas. Foto: Hudson Rodrigues / Divulgação.

Para conferir outras exposições que encerram nos próximos dias, confira a agenda do InfoArtSP.