Notícias

Voltar

Confira as principais exposições em cartaz em São Paulo

Artes Visuais: Confira a seleção do InfoArt com as melhores exposições de artes visuais que acontecem em São Paulo esta semana

Dezenas de exposições de artes plásticas em São Paulo movimentam o circuito artístico da capital paulista. Com a abertura de mais duas novas exposições durante a semana em instituições da cidade, o público poderá visitar mostras que abordam os mais variados temas e suportes: da cultura indígena à questão dos refugiados; da fotografia ao desenho, passando por instalações, pintura e escultura.

Além das exposições em cartaz, São Paulo também abriga encontros que discutem artes plásticas e a trajetória de artistas. Na quarta-feira (6), a Baró Galeria recebe as artistas plásticas Mônica Nador, Néle Azevedo, Rosana Paulino, a crítica e curadora Thais Rivitti e as cineastas Thais Scabio e Maristela Bizarro para a mesa "Continuamos: diálogos sobre o transbordamento da arte", onde o debate será sobre a arte feita fora dos espaços formais e seus desdobramentos na sociedade. Além da conversa, acontece também na galeria o Leilão Beneficente, que terá a renda revertida para o financiamento coletivo do JAMAC - Jardim Miriam Arte Clube, criado por Mônica Nador.

Outra atividade acontece no CCBB São Paulo, onde o curador da mostra "Lembrei que esqueci", Marcus Lontra, participa de um bate-papo em homenagem aos 60 anos de carreira da artista Amélia Toledo - que faleceu em novembro, aos 90 anos. O encontro acontece no dia 7 de dezembro, dia em que a artista completaria 91 anos.

Confira a seguir a seleção do InfoArtSP com as aberturas da semana e algumas das principais exposições em cartaz na cidade:

ABERTURAS

UNA SHUBU HIWEA – LIVRO ESCOLA VIVA DO POVO HUNI KUIN DO RIO JORDÃO
ARTISTAS: VÁRIOS
DE 6/12 A 13/2
ITAÚ CULTURAL

A mostra encerra a programação das exposições no espaço cultural na Av. Paulista em 2018. A exposição foi desenvolvida colaborativamente por representantes da etnia Huni Kuni ao lado da editora Anna Dantes, o artista Ernesto Neto, a equipe do Itaú Cultural e com organização do pajé Dua Buse. Ela reverbera a frase formulada pelo pajé Agostinho Manduca Mateus Ika Muru (1944-2011): “A cultura é nossa maior proteção”, que definiu, assim, como este povo habitante da região amazônica, no Peru e no Acre, se organiza e se posiciona na contemporaneidade, preservando e disseminando sua cultura ancestral. Ao chegarem na cultura Huni Kuin, o lápis e o papel alteraram a forma de transmissão do conhecimento desse povo; o que antes era transmitido oralmente, agora é passado através do desenho e, consequentemente, da pintura. Saiba mais.

Montagem da exposicão Huni Kuin no Itaú Cultural (Foto: André Seiti)

REFUGIADOS DA CASA DE PASSAGEM TERRA NOVA
ARTISTAS: EDUARDO TARRAN E MÁRIO CASTELLO
DE 7/12 A 7/1
MEMORIAL DA AMÉRICA LATINA

A mostra apresenta 26 retratos em preto e branco que captam a expressão de congolenses, angolanos, camaronenses, ganenses, nigerianos e bissau-guineenses. Os refugiados estampados na exposição foram acolhidos pela Casa de Passagem Terra Nova; primeiro equipamento de acolhimento social do Estado de São Paulo para solicitantes de refúgio e vítimas de tráfico de pessoas. "O tema valoriza a cultura desses refugiados, para que eles sejam acolhidos e tratados com respeito, por todos nós”, ressalta o presidente do Memorial da América Latina, Irineu Ferraz. Saiba mais.

Refugiados da Casa de Passagem Terra Nova”

EM CARTAZ

ÁGUA
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: ADELINA VON FÜRSTENBERG
ATÉ 18/2
SESC BELENZINHO

A exposição itinerante apresentada este ano em Genebra no Dia Mundial da Água chega agora ao Sesc Belenzinho. Com curadoria de Adelina von Fürstenberg, ganhadora do Leão de Ouro na 56ª Bienal de Veneza (2015) e uma importante curadora da atualidade, a mostra busca despertar a consciência do público sobre questões fundamentais que envolvem esse recurso vital, que é a água, por meio da arte contemporânea. São 23 artistas de diversas partes do mundo com trabalhos expostos que utilizam diversos suportes, como instalações, vídeoinstalações, vídeo-projeções, fotografias, esculturas, desenhos e pinturas, incluindo produções específicas para o local e novas obras. Saiba mais.

Sheba Chhachhi, The Water Diviner, 2008. Still vídeo. (Divulgação)

LEMBREI QUE ESQUECI
ARTISTAS: AMÉLIA TOLEDO
CURADORIA: MARCUS LONTRA
ATÉ 8/1
CENTRO CULTURAL BANCO DO BRASIL

A individual da artista, que faleceu no último mês de novembro, aos 90 anos, é uma homenagem aos 60 anos de sua carreira. Contemporânea de artistas como Lygia Pape e Mira Schendel, Amélia integra um grupo célebre por aproximar a arte do cotidiano das pessoas. Conhecida por investigar as potencialidades de diferentes materiais e técnicas, a artista se tornou notável como escultora, pintora, desenhista e designer. Para explorar todas as suas facetas, a exposição reúne cerca de 60 obras da artista divididas em núcleos temáticos. Saiba mais.

Amélia Toledo, Glu Glu 2 (Foto: Isaias Martins)

 

A “ARTE DEGENERADA” DE LASAR SEGALL: PERSEGUIÇÃO À ARTE MODERNA EM TEMPOS DE GUERRA
ARTISTAS: LASAR SEGALL
CURADORIA: HELOUISE COSTA E DANIEL RINCON
ATÉ 30/4
MUSEU LASAR SEGALL

O Museu Lasar Segall, em parceria com o MAC USP, apresenta exposição com foco na história da perseguição à arte moderna empreendida pelos nazistas e suas repercussões no Brasil. A mostra conta com cerca de 35 gravuras de Lasar Segall, que estiveram entre aquelas confiscadas de museus públicos alemães, na ação dos nazistas contra o que denominavam de “arte degenerada”, ou seja, obras de vanguarda e moderna consideradas como produtos de indivíduos doentios ou ideologicamente nefastos. Buscava-se, assim, justificar o confisco e a destruição das obras, bem como a perseguição política aos artistas contrários ao regime. Saiba mais.

Lasar Segall, Eternos Caminhantes, 1919. Óleo sobre tela, 138 x 184 cm. (Divulgação)

SÃO PAULO NÃO É UMA CIDADE - INVENÇÕES DO CENTRO
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: PAULO HERKENHOFF E LENO VERAS
ATÉ 28/1/18
SESC 24 DE MAIO

A exposição vai além das artes visuais ao trazer uma temática, peças e suportes que provocam o debate sobre a constituição do centro da cidade a partir da análise dos conceitos de Centro e de Cidade. É apresentada uma possibilidade de leitura do centro de São Paulo a partir dos contextos da história, da arte, da arquitetura, do urbanismo, da indústria, do comércio e dos lugares emblemáticos, assim como sobre as pessoas, ofícios, saberes e cotidianos dessa composição urbana complexa e diversa. O recorte é similar a um almanaque e busca apresentar dados fundamentais e de destaque desta região, assim como curiosidade e leituras críticas sobre o centro. Saiba mais.

Felisberto Ranzini, Panorama. Coleção Particular Ruy Souza e Silva.

20° FESTIVAL DE ARTE CONTEMPORÂNEA SESC_VIDEOBRASIL
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: SOLANGE FARKAS
ATÉ 14/1/18
SESC POMPÉIA

Desde outubro, São Paulo é palco de debates acerca da produção cultural do Sul Global durante o "20º Festival de Arte Contemporânea Sesc_Videobrasil", que nesta edição espelha, de modo panorâmico e poético, as inúmeras crises que têm desafiado a sociedade contemporânea. Também focado na representatividade geopolítica da arte, a atual edição selecionou trabalhos de 50 artistas, oriundos de 25 países - desse total, 15 são brasileiros, os demais são representantes da América Latina, África, Ásia e do Oriente Médio. A mostra do Festival traz vídeos, pinturas, instalações, esculturas, fotografias, gravuras e trabalhos diversos que revelam uma multiplicidade de visões de mundo, criadas a partir de uma sociedade que parece pressentir seu próprio fim e, para evitá-lo, recorre às suas origens. Saiba mais.

Emo de Medeiros, Kaleta.

RETRATOS, DIÁLOGOS DA IDENTIDADE
ARTISTAS: STEVE MCCURRY, PHILLIPPE HALSMAN, MARTINS PARR, BRUCE GILDEN, ELLIOTT ERWITT E PAOLO PELLEGRINI
CURADORIA: JOÃO KULCSÁR
ATÉ 27/12
CENTRO CULTURAL FIESP

A mostra inédita traz o gênero predominante na fotografia em seis ensaios icônicos de grandes nomes da nova e velha guarda da mais importante agência de fotojornalismo do mundo, a Magnum Photos - a atual exposição é a última da série de quatro exposições do SESI-SP em parceria com a agência, em 2017, para comemorar o aniversário de 70 anos da Magnum. Além de evidenciar a força comunicativa dos retratos, a mostra convida o público a ver de perto provocações, estilos, métodos e tecnologias usadas por nomes como Steve McCurry, Philippe Halsman, Bruce Gilden, Elliott Erwitt, Martin Parr e Paolo Pellegrin para expressar e eternizar, em uma imagem, o indivíduo diante da câmera. Saiba mais.

Mulher andando na Quinta Avenida - Nova Iorque, EUA, 1992 (Crédito: Bruce Gilden)

ÚLTIMOS DIAS

EXERCÍCIO
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: MARCIO HARUM
ATÉ 10/12
GALERIA JAQUELINE MARTINS

A exposição apresenta os trabalhos de 18 artistas do grupo de acompanhamento crítico de pintura promovido por Regina Parra e Rodolpho Parigi. As experiências e as práticas de ateliê dos participantes diferem heterogeneamente - tanto em quesitos que vão desde a educação formal em artes, quanto a genuínas inclinações vocacionais, absolutamente experimentais, vivenciadas por parte de alguns dos artistas. Com uma visada detida, percebe-se a intensidade do trabalho que vem sendo gerado paulatinamente por este conjunto de artistas. Saiba mais.

Fernando Davis, Fancy, 2015/2017. Óleo sobre tela, 190 x 136 cm.

ARTE SACRA XVII-XXI
ARTISTAS: VÁRIOS
CURADORIA: CHARLES COSAC
ATÉ 10/12
BIBLIOTECA MÁRIO DE ANDRADE

A mostra conta com 39 obras, das quais 23 são esculturas sacras produzidas entre os séculos XVII e XIX, além de dois retábulos. Estão expostas outras 16 obras contemporâneas do final do século XX e início do XXI, assinadas por artistas como Daniel Senise, Fulvio Pennacchi, Farnese de Andrade, Vik Muniz, Guy Veloso, Siron Franco, Arthur Omar, Miguel Rio Branco, Karin Lambrecht, José Rufino e Mário Cravo Neto. Em contraste e em complemento às esculturas, a mostra reúne artistas que trabalham tanto exclusivamente com o tema sacro como os que se utilizam do rico imaginário cristão para produzir obras contemporâneas, além daqueles que vivem o espiritual à sua própria maneira. Saiba mais.

Cristo da Ressurreição. 

Confira essas e outras exposições em cartaz na cidade de São Paulo em nossa agenda. Perdeu as aberturas e dicas de mostras em cartaz durante o último final de semana? Confira aqui e programe-se!