Notícias

Voltar

Carnaval para curtir arte e cultura

O Carnaval chegou e o ritmo intenso da folia leva multidões às ruas. Para democratizar, a InfoArt preparou um guia de exposições e mostras para quem quer fugir da folia, ou até mesmo, aproveitar a festa, mas também quer pegar leve alguns dias do feriado. Confira:

(Créditos: InfoArtSP)

Jean- Michel Basquiat 
Até 7/4
Centro Cultural Banco do Brasil

Para quem quer apreciar cores e traços dinâmicos, o Centro Cultural Banco do Brasil apresenta a retrospectiva mais aguardada pelos amantes das artes: Jean-Michel Basquiat. A exposição, que toma conta dos quatro andares e subsolo do prédio histórico do Banco do Brasil, traça um panorama da breve e intensa carreira de Basquiat, desde suas pinturas em pratos, portas e madeiras improvisadas, até suas grandes telas em parceria com artistas como Andy Warhol.

Mais Informações

(Joana Lira, Divulgação)

Quando a Vida é uma Euforia
De Joana Lira
Até 4/3
Instituto Tomie Ohtake

O Instituto Tomie Ohtake apresenta a exposição Quando a Vida é uma Euforia. Para quem gosta de Carnaval e quer curtir de um jeito diferente, a mostra é o programa ideal. Com trilha sonora, a exposição traça as diversas facetas do Carnaval de Pernambuco, trazendo muita história e um olhar preciso para as manifestações populares regionais, repletas de significados e beleza. Como parte da programação,  a exposição conta ainda com oficinas e atividade gratuitas. Não dá para perder.

Mais Informações

Circonjecturas
De Rafael Silveira
Até 6/5
Centro Cultural FIESP


(
FIESP, Divulgação)

Com uma proposta pop, divertida e surrealista, o Centrol Cultural FIESP apresenta a primeira individual de Rafael Silveira, Circonjecturas. O artista plástico explora o universo do pensamento e brinca juntamente com simbologias do pop dos anos 50, da botânica, do cinema e do circo, configurando uma miscelânea com tom onírico. Com instalações interativas, o artista propõe a reflexão sobre a condição humana.

Mais Informações 


(Garganta Seca, de Rafael Silveira)

Oito Décadas de Abstração Informal
Até 22/4
MAM - Museu de Arte Moderna

O MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo recebe a exposição "Oito Décadas de Abstração Informal", onde estão reunidas 83 obras de artistas consagrados que praticaram o estilo abstrato, sem abrir mão da expressividade artística no gestual da pincelada ou da escultura. Na mostra, o público pode ver obras de duas importantes coleções brasileiras: 36 do Instituto Casa Roberto Marinho (instituto que será inaugurado em março de 2018, no Rio de Janeiro) e 47 do MAM; revelando a permanência e a potência da abstração informal desde o período do final da década de 1940 até o ano de 2012.

Mais Informações 

Chichico Alkmin, Fotógrafo
De Franscisco Alkmin
Até 15/4
IMS - Instituto Moreira Salles Paulista


(IMS, Divulgação)

Para finalizar, o Instituto Moreira Salles disponibiliza seu acervo com fotos e negativos de época do fotógrafo Chichico Alkmin. Nascido em Diamantina, Minas Gerais, sua produção tem como marca a representação da cidade no século XX, quando a modernização e decadência, após o fim do intenso período de extração do ouro, espocavam e configuravam intensas mudanças nas paisagens da cidade. Com curadoria de Eucanaã Ferraz, poeta e consultor de literatura do IMS - e organizador do catálogo que acompanha a mostra -, cerca de 300 imagens produzidas pelo fotógrafo mineiro na primeira metade do século XX.

Mais Informações