Notícias

Voltar

Arte e educação no MASP

Em 2015, o MASP requalificou seus departamentos especializados e uniu as atividades pedagógicas às curatoriais, reintroduzindo suas funções social e educacional originais - ideias que integraram o projeto de museu moderno desenvolvido por Assis Chateaubriand, Lina Bo e Pietro Maria Bardi para o Museu de Arte de São Paulo, em 1947 - no núcleo de sua programação.

Dessa forma, o museu desenvolve ações chamadas de "Mediação e Programas Públicos", que estão integradas aos processos das exposições e possuem como objetivo:
- Se recolocar como centro e escola e estabelecer um estreito diálogo com a cidade e o conhecimento popular;
- Oferecer ferramentas pedagógicas para professores e educadores utilizarem o museu como ambiente educativo;
- Motivar a curiosidade, a colaboração e a convivência de seus públicos.

Da esquerda para a direita: Vincent van Gogh, O escolar, 1888; José Ferraz de Almeida Júnior, Moça com livro, 1879; Pierre-Auguste Renoir, Menina com as espigas, 1888 (Créditos: Tauã Miranda/InfoArtSP)

Programas para escolas e professores e público em geral
Visitas às exposições para professores e educadores
O MASP não oferece visitas guiadas e, por isso, é necessário que os próprios professores/responsáveis façam o planejamento das visitas e conduzam seus grupos pelas exposições. No entanto, o museu busca estimular a autonomia dos professores/educadores e criar condições para que usem o museu como ferramenta pedagógica. Para isso, são organizadas visitas periódicas com curadores e mediadores com foco nesse público. Para participar de uma dessas visitas confira o tópico “Visitas às exposições para professores e educadores”, escreva para agendamento@masp.org.br.

As atividades são gratuitas e possuem vagas limitadas.

Colaboração com escolas
Escolas são comunidades com culturas próprias, que agregam alunos, funcionários, professores e familiares em relações de longa duração e com muitos formatos. Surge daí o desejo de construir, no MASP, uma relação pedagógica a partir de novas formas de colaboração, em uma perspectiva contemporânea e experimental. O Museu busca colaborar com professores, educadores e estudantes de qualquer área, que busquem no museu uma experiência integrada aos seus próprios projetos pedagógicos. Se você está vinculado a alguma escola ou centro educacional ou cultural, tem uma ideia e deseja propor uma colaboração de maior duração com o museu, escreva para agendamento@masp.org.br
Premissas:
- Trabalhar em pequena escala, mas com o tempo ampliado;
- Valorizar a inteligência que surge das experiências sociais, histórias pessoais e do corpo;
- Integrar práticas pedagógicas e exposições não como fim, mas como meio;
- Possibilitar situações, mais do que projetos com resultados;
- Entender o museu como uma plataforma para a vida pública e a cidade.

MASP Professores: Encontros sobre arte, educação e esfera pública
Com esse programa, espera-se criar um ambiente de interlocução que ofereça ferramentas pedagógicas para professores e educadores, desdobrando em diferentes modos de apropriação e usos do museu pelas comunidades escolares. Cada edição convida agentes com atuações diversas – artistas, educadores, pesquisadores – para compartilhar experiências nos temas propostos, reforçando o papel do museu nos debates da esfera pública. Os encontros se dividem em dois momentos. O primeiro, no grande auditório do MASP, será composto por apresentações feitas por três convidados, que introduzirão os assuntos e levantarão pontos para discussão. O segundo momento é dedicado exclusivamente para professores e educadores, serão três sessões de trabalho moderadas pelos palestrantes convidados, para aproximadamente 25 participantes. A programação é construída em parceria cultural com a ONG Ação Educativa e o programa oferece certificado. Os encontros acontecem sempre aos sábados, das 9h às 14h. As inscrições acontecem uma semana antes de cada encontro.

Imagem ilustrativa do curso "Arte em fuga: corpo e cidade", oferecido pelo museu (Divulgação)

Outros programas
MASP Escola
Histórias da arte: Os cursos de Histórias da arte do MASP Escola estão estruturados em programas semestrais. Os três cursos oferecidos são independentes e complementares cobrindo um arco histórico que se estende do século 14 ao 21. Em comum os três programas compartilham do foco em histórias mais abertas, plurais e diversas, englobando uma multiplicidade de territórios, períodos, linguagens e discursos. Cada curso tem em média 16 aulas e é liderado por um professor que, por sua vez, convida especialistas para ministrar conferências ao longo do semestre. As matrículas devem ser feitas no início de cada semestre e ficam disponíveis em MASP Cursos. Confira os cursos oferecidos aqui.

Cursos intensivos: Sempre às quintas-feiras, o MASP Escola oferece cursos intensivos sobre tópicos específicos da cultura contemporânea. A matrícula pode ser feita de maneira independente em cada um dos temas.

Estudos críticos: A historiografia da arte recente vem questionando como proceder a crítica dos cânones artísticos e da normalidade das narrativas cujos preconceitos implícitos – a precedência dos centros artísticos, as noções de genialidade e originalidade e tantas outras - não cansam de nos desafiar. Desde o texto fundamental de Linda Nochlin, Por que não houve grandes mulheres artistas?, de 1971, a crítica feminista tem contribuído para essa revisão, não somente investigando artistas mulheres negligenciadas ou obscurecidas pelos discursos hegemônicos, mas principalmente expondo como as assimetrias entre os sexos e suas representações constituem relações de poder que atuam nas formas de produção e recepção das obras de arte.

Bolsas para professores da rede pública: O MASP oferece bolsas de estudo nos cursos do MASP Escola para professores da rede pública que atuem em qualquer nível de ensino. Cada professor pode ser contemplado com, no máximo, uma bolsa por semestre. O curso exige, no mínimo, 75% de presença. A inscrição pede uma carta de intenção, que será utilizada como critério para a seleção dos professores bolsistas. Para concorrer a uma bolsa, preencha o cadastramento do site MASP Inscrições e selecione a opção "Bolsas para professores da rede pública" na página de cada curso.

MASP Palestras
O MASP realiza palestras com artistas, curadores e pessoas de diferentes áreas ao longo do ano. A retirada de ingressos é realizada duas horas antes da palestra, a partir das 9h, e é necessário o cadastro de e-mail, nome completo e a apresentação de um documento oficial na retirada do ingresso. Os certificados são emitidos somente para os participantes que solicitarem o documento, e são enviados para o e-mail cadastrado previamente.

MASP Seminários
O museu apresenta seminários abordando diferentes temas relacionados à arte clássica, contemporânea, aspectos da vida pública e outras questões interseccionadas aos temas das exposições em cartaz e o acervo do MASP. Vídeos dos seminários são disponibilizados na página do MASP Seminários.

Visita monitorada (Divulgação)

MASP Oficinas
Ciclos de oficinas artísticas para crianças, jovens e adultos também são oferecidos pelo museu. Em diálogo com as exposições em cartaz, o programa de oficinas trabalham mais profundamente temas presentes nas mostras, trabalhando estas questões de forma lúdica.

MASP Pesquisa
O programa estimula à pesquisa em arte, que visa promover a especialização e a capacitação profissional de pesquisadores interessados em estudar as coleções e a história do MASP. Os candidatos selecionados ganharão uma bolsa de estudos com duração entre seis meses (mínimo) e um ano (máximo) e terão acesso às obras e à documentação necessárias, podendo utilizar a biblioteca e a infraestrutura do museu durante o período da pesquisa. Conheça o regulamento aqui.

Diálogos no acervo
Para aprofundar as relações e perspectivas possíveis na coleção do museu, o MASP organiza uma série de conversas no acervo, sempre às terças, às 16h, e às sextas, às 16h. As conversas têm duração aproximada de 1h e acontecem em grupos de até 20 pessoas.

Os diálogos aproximam-se mais de um grupo de estudos, no qual seus participantes também trazem observações a fim de compartilhá-los entre si. As conversas são conduzidas por Leonardo Matsuhei e Pedro Andrada, da equipe de Mediação e Programas Públicos do MASP.

Inscrições: para participar, é necessário inscrever-se na recepção do 1º subsolo com, no mínimo, 1 hora de antecedência. Às terças-feiras a entrada no museu é gratuita.

Agendamentos
O agendamento de grupos deve ser feito através da página de agendamentos do MASP. Antes de realizar o seu agendamento, é importante destacar os seguintes pontos:
- Grupos com mais de 10 integrantes entre escolas, instituições ou grupos independentes devem agendar a visita ao MASP com antecedência;
- Recomenda-se que os grupos sejam subdivididos em, no máximo, 20 participantes, com um professor a cada 10 participantes;
- Escolas e instituições de natureza pública não pagam ingresso, mediante agendamento. Professores, educadores e responsáveis por grupos agendados, sendo eles públicos ou privados, também não pagam;
- Escolas e instituições privadas pagam meia entrada (R$15,00). Estudantes de educação infantil e ensino fundamental I ou menores de 10 anos, mesmo de escolas  privadas, não pagam;
- A escola/instituição e o professor/responsável receberão a comprovação do agendamento por e-mail, junto com às orientações para os grupos. Este comprovante deve ser entregue à bilheteria do MASP no dia da visita, para a retirada dos ingressos;
- Cada escola/instituição pode agendar até 80 estudantes/participantes por horário.

Telefone: (11) 3149-5959
E-mail: agendamento@masp.org.br

Fachada do museu na Av. Paulista (Foto: InfoArtSP)

Quer conhecer programas educativos de outras instituições paulistanas? O InfoArtSP já fez o levantamento sobre os núcleos de educação do MAM-SPMIS-SP e da Pinacoteca! Confira as atividades e fique ligado em nosso site para conhecer mais educativos toda semana!