Notícias

Voltar

Arte digital tem espaço de destaque em São Paulo

Os paulistanos já estão acostumados com a invasão anual de cores e sons na Av. Paulista e, principalmente, no prédio do Centro Cultural Fiesp e a Galeria de Arte Digital do SESI-SP (grande plataforma de LED instalada na fachada do prédio) durante o Festival Internacional de Linguagem Eletrônica, o FILE, que este ano permanece em cartaz até 3 de setembro. No entanto, apesar da frequência anual do festival, não é apenas durante esse período que arte e tecnologia se unem em São Paulo. Exemplo disso é a exposição "Consciência Cibernética [?]", em cartaz no Itaú Cultural desde junho - também na Av. Paulista - e que reúne 10 obras de gênero eletrônico até o próximo domingo, 6 de agosto.

Sonhos Urbanos- Equipe Itaú Cultural e Google DeepDream. Foto: still do vídeo.

Entre tantas outras mostras que ocorrem e aproximam o público deste tipo de obra e linguagem, cada vez mais explorada pelos artistas, uma iniciativa inédita do FILE com o Centro Cultural Banco do Brasil entra em cena: é o FILE SOLO, modalidade que apresenta, até 18 de setembro, a mostra individual "A poética da imersão", do artista belga, Lawrence Malstaf. A proposta da modalidade é mostrar um conjunto de obras de um único artista, explorando a relação interdisciplinar entre tecnologia e criatividade.

Com o tema "O borbulhar de universos", o FILE, principal evento de arte eletrônica da América Latina, reúne 370 trabalhos - entre instalações interativas, jogos eletrônicos e animações, gifs, videoartes, sonoridades eletrônicas e projeções -, produzidos por 339 artistas estrangeiros e 18 brasileiros que tiveram suas obras selecionadas pelos fundadores e curadores do evento, Paula Perissionotto e Ricardo Barreto.

Lawrence Malstaf, Mirror, 2002 © Lawrence Malstaf & Tallieu Art Office.

Paula e Ricardo explicam o conceito da 18a edição do festival apontando para os tempos modernos e as novas fronteiras encontradas pela nossa sociedade. “A proliferação de mundos e tendências nos arrebata numa pluralidade indeterminada. Tudo e todos estão inflando-se como numa gigante vermelha prestes a explodir. O universo, outrora imenso e sem fim, torna-se pequeno diante do multiverso. Vivemos a época do borbulhar de universos”.

Paula ainda comenta o trabalho de Malstaf "A arte digital e a transdisciplinaridade nas artes são campos recentes de conhecimento – datam dos anos 1990. Mesmo assim, pode-se dizer que alguns artistas já constituíram uma trajetória consolidada neste segmento, como é o caso de Malstaf, que trabalha na inter-relação das artes visuais com a performance. O belga usa a tecnologia como inspiração para seus projetos, e o caráter interdisciplinar e inovador de sua poética foi determinante para a curadoria do FILE SOLO".

 Thom Kubli - Black Hole Horizon.

Os trabalhos de realidade virtual, com presença permanente e precursora no FILE, convidam os visitantes a experimentar e refletir sobre novos e antigos conceitos, não apenas com os olhos, mas com todos os sentidos e quase que 24h por dia. Isso porque a Galeria de Arte Digital da Fiesp recebe ainda o "FILE LED SHOW 2017: Diálogos possíveis" e ilumina a Av. Paulista, das 20h às 6h, com obras ao alcance dos olhos de todos que por alí passarem. A programação apresenta 18 obras divididas em três mostras: Cinema Algoritmo, Projeto Faces e uma ação colaborativa com a Universidade de Nova York Abu Dhabi, desenvolvida especialmente para esta edição.

Confira o serviço das exposições e programe-se! A Av. Paulista e suas atrações artísticas são um excelente passeio para o final de semana.

 Ekin Basaran – Evolving Roots.

Serviço
Exposição: "Consciência Cibernética [?]"
Visitação até 6 de agosto (domingo).
Local: Itaú Cultural - Pisos 1, -1 e -2
Entrada franca. 
Indicado para todas as idades.

Exposição: "FILE São Paulo 2017"
Em cartaz até 3 de setembro.
Local: Centro Cultural FIESP
Entrada franca.
Classificação indicativa: livre para todos os públicos.

Exposição: "FILE LED Show: Diálogos possíveis"
Em cartaz até 3 de setembro.
Exibições: todos os dias, das 20h às 6h

Exposição: "File Solo: Lawrence Malstaf – A poética da imersão"
Em cartaz até 18 de setembro.
Horário: quarta a segunda, das 9h às 21h.
Local: Centro Cultural Banco do Brasil São Paulo - Térreo, 1º, 2º, 3º e 4º andares.
Entrada gratuita (evite filas e agende sua visita no site ou aplicativo da EVENTIM: www.eventim.com.br)
Classificação indicativa: livre