Notícias

Voltar

16° Festival Arte Serrinha

De 3 a 30 de julho 16º Festival Arte Serrinha leva arte, oficinas, cinema, música e teatro para Bragança Paulista (SP).

Em tempos de migrações e intolerância em todo o mundo, a reflexão sobre a ideia de fronteira é necessária. Essa é a proposta da 16ª edição do Festival Arte Serrinha, evento idealizado pelo artista Fabio Delduque, seu irmão, Marcelo Delduque, que cuida de projetos ambientais e de transformação da paisagem, e o empresário e chef de cozinha Carlão de Oliveira, criador da cachaça Busca Vida.


Mula sem Cabeça - Gustavo Godoy - Bijari.

Entre os dias 03 e 30 de julho, uma intensa programação de oficinas, shows, cinema e teatro tomará conta de diferentes espaços de Bragança Paulista, cidade localizada a 90 km de São Paulo, no pé da Serra da Mantiqueira e às margens da represa Jaguari-Jacareí, a principal do Sistema Cantareira.

"De quem é essa terra? é mais do que uma simples pergunta sobre propriedade, pertencimento, exclusão e pátria. Queremos falar sobre a mãe terra, que é de todos nós. A abundância de tudo que ela nos oferece deveria ser para todos os povos, porém, o que vemos hoje são fronteiras cada vez mais demarcadas e excludentes, principalmente pela força do capital", afirma Fabio Delduque, curador e diretor artístico do evento.


Nau- Eduardo Srur.

Na Fazenda Serrinha, antiga propriedade cafeeira utilizada como espaço de convivência, desenvolvimento humano e centro de experimentações artísticas desde os anos 1990, está o Parque de Instalações, com obras permanentes de artistas contemporâneos como José Roberto Aguilar, Luiz Hermano e Gustavo Godoy. Para esta edição do festival, o francês Jean Paul Ganem desenvolveu uma instalação em land art, em uma área já usada para pastagem, que deve ser observada de cima, do mirante da Serrinha. Também foram inauguradas neste ano obras de Eduardo Srur e Laura Gorski. O espaço fica aberto das 9h às 17h de segunda a domingo.


Justiça Selvagem - Lucas Bambozzi .

Também estão programadas as oficinas “Fotografia” (Luiz Braga), “Produção de bonecos e máscaras” (Hilton Merkadante), “Moda e re-existência” (Ronaldo Fraga), “Meu corpo, minha terra – dança e yoga ao ar livre” (Lú Brites), “Cerâmica marajoara” (Ronaldo Guedes), “Limpeza de pele – literatura, fotografia, existência” (Diógenes Moura) e a residência em artes visuais coordenada por J. Spaniol, Helena Martins Costa e Fabio Delduque.

As inscrições podem ser feitas no site do Arte Serrinha por meio desse link. Os preços variam de R$ 150 a R$ 450 (para oficina com acomodação na Fazenda Serrinha).


Eu Te Como - Aguilar.

Parque de instalações:
As instalações da Fazenda Serrinha são obras de arte desenvolvidas durante os Festivais por artistas convidados.

Em contínuo movimento de criação e recriação, as obras integram o processo de recuperação da paisagem da fazenda, contribuindo com o esforço de recuperação dos ambientes naturais ao dar novos significados a eles e experimentá-los de forma harmoniosa e livre.

Unidas a uma tradição que teve início nos anos 1960, essas instalações não se encaixariam nos espaços neutros dos museus e das galerias de arte – os chamados cubos brancos. São trabalhos que, por ocuparem a paisagem, ampliam as possibilidades de percepção estética e se abrem a relações múltiplas de interação não apenas com as pessoas, mas também com todo o entorno.

Obras construídas especificamente para os espaços que ocupam – site specifics -, possuem caráter dinâmico e vivo, ao incorporar a ação do tempo na sua constituição. Algumas são permanentes; outras vão desaparecendo ao sabor do sol, da chuva e dos ventos.

Em 2017, o parque ganha uma obra do artista francês Jean Paul Ganem. Ocupando uma antiga área de pastagem, trata-se de um trabalho de land art de grandes dimensões feito com plantas, para ser visto do alto, do mirante da Serrinha. 


Jean Paul Ganem. Foto: Divulgação.

Confira programação completa no site oficial Festival Arte Serrinha.

Serviço:
16º FESTIVAL ARTE SERRINHA: “DE QUEM É ESSA TERRA?”
De 03 a 30 de julho de 2017, em Bragança Paulista (SP)
Fazenda Serrinha, Galpão Busca Vida, Teatro Rural, Casarão Dois Irmãos, Água Comprida, Ateliê Siriema e João de Barro, Cine Rancho e restaurante Ca de Mez Amig