AGENDA DAS ARTES

Voltar

Tropicália ou genitália ou o que veio antes do quê ?

Artistas: Alberto Simon

Curadoria: -

De 7/10 a 28/10

Luciana Brito Galeria Ver mapa

Endereço: Avenida Nove de Julho, 5162 - Jardim Europa

Telefone: (11) 3842-0634

Luciana Brito Galeria apresenta "Tropicália ou genitália ou o que veio antes do quê", instalação de Alberto Simon (São Paulo, 1961) que é o o segundo projeto do programa "Artista Visitante" inaugurado esse ano pela galeria. A instalação inédita poderá ser vista a partir do dia 7 de outubro (sábado) junto com outras obras do artista.

Através de uma pesquisa artística que explora o questionamento entre percepção e realidade, especificamente o descompasso entre essas duas categorias, Alberto Simon apresenta uma instalação original que se concentra na disfunção entre proposta curatorial e proposição artística.

O visitante ao entrar na galeria se depara com uma situação irreverente, bancos embalados por plásticos dispostos a maneira de uma plateia, revistas masculinas e femininas também plastificadas e um casal protagonizado por manequins que ocupa a centralidade da cena dispostos em cima de uma cama quebrada. A precariedade que a situação remete conversa com um certo desconforto estético e semântico produzido pela cena; não se pode sentar nos bancos, o casal sugere um ato incapaz de ser realizado, a situação alude a uma realidade que estaria idealmente longe de uma galeria de arte. Todas essas frustrações, ou ainda descompassos – também presentes no próprio título da mostra – , acabam provocando, uma reflexão no espectador, que restitui uma relação mais elementar e objetiva com o próprio trabalho do artista. 


Alberto Simon- “Misotérmico”, 2009. Pigmento mineral sobre papel. Photo Rag 308g Hannemühle, 67 x 80 cm.

Entendido a partir de um ponto de vista mais geral, a instalação não deixa de estabelecer um dialogo, bem-humorado, com o legado e as promessas modernistas, encarnado no caso, pela arquitetura da casa que abriga a galeria. Nesse sentido, a ironia de Alberto Simon reside em evidenciar um outro descompasso, entre o projeto e as ideias modernistas e a realidade atual.

Além da instalação o artista apresenta um conjunto de telas onde propõe uma reflexão sobre pintura e suas tradições. Usando tecnologias digitais, o artista desenvolve, nessas telas, uma simulação hiper-realista da pintura como pratica artística, criando imagens que resultam de uma reflexão sobre o lugar das artes visuais no mundo contemporâneo.

"Tropicália ou genitália ou o que veio antes do quê", faz parte do programa Artista Visitante que, idealizado este ano pela galeria, visa dinamizar sua programação convidando artistas que não compõem seu elenco a desenvolver propostas paralelas ao calendário formal de exposições e segue em cartaz até o dia 28 de outubro.

Sobre Alberto Simon
Alberto Simon nasceu em 1961 em São Paulo. Entre 1980 e 1984 o artista viveu em Nova York, e a partir de 1985 em Berlim. Entre 1985 e 1990 estudou artes plásticas na Universität de Künste, tendo concluído o curso com o título “Meisterschüler” (Mestrado). Em 2008 a artista volta para São Paulo, onde vive atualmente. Acrescenta como mídia desde 1993 além da pintura também a fotografia, tendo realizado vários projetos documentários (Moradias de beduínos nos desertos Neguev e Sinai,1993-94; Along the Love Highway, o motel brasileiro, 1996; Domingão: Plane Spotters em São Paulo, 1997; Tamanho M, 2005-06, entre outros). Em 1999 realizou o filme documentário “Our Lady on the Rocks” em Butte-Montana, EUA. A partir 1998 emprega o computador como sua principal ferramenta, com o fim de criar imagens que integram ficção e fatos como uma forma expandida de documentário, ou como encenações de exposições com artistas fictícios, onde faz o papel de curador: “Arte e Cocaina, 1950-2000: uma sondagem - curadoria de Alberto Simon”; “Salvatore Pippa’s Screens & Sticks, 2003- 2004”; “Tradicional, Familiar e Apropriada: arte pobre, conceitualóide e minimalística; curadoria de Alberto Simon”. Tem exibido seu trabalho em mostras individuais e coletivas em museus e galerias na Europa e no Brasil, e publicado ensaios em revistas como Kunstforum International, Daidalos, Dazibao e DIF, assim como no canalcontemporaneo. Em 2013 foi curador da exposição “Betão à vista” no MuBE, Museu Brasileiro da Escultura em São Paulo, e em 2014 da exposição “Autoria, curadoria, reforma e contre-reforma” no Estúdio Alvaro Razuk, São Paulo. Foi recipente de bolsas do Senatsverwaltung für Wissenschaft, Forschung und Kultur, Berlin, Kunstfonds Bonn e Kulturstiftung der Neuen Budesländern.

Serviço
Exposição: "Tropicália ou genitália ou o que veio antes do quê ?" de Alberto Simon.
Data e Horário: 07 de outubro às 12h
Em cartaz: até 28 de outubro
Horário de funcionamento: De terça a sexta, das 10h às 19 h; sábado, das 11h às 18h
Local: Luciana Brito Galeria | Avenida Nove de Julho, 5162 - Jardim Europa, São Paulo.
Entrada livre e gratuita.