AGENDA CULTURAL

Voltar

Transição Digital - A relação da periferia com a TV em São Paulo

Artistas: DiCampana Foto Coletivo

Curadoria: -

De 4/5 a 13/5

Doc Galeria Ver mapa

Endereço: Rua Aspicuelta, 662 - Vila Madalena

Telefone: (11) 3938-0130

Realizada pelo coletivo de fotógrafos DiCampana, exposição ilustra a relação da população com a televisão

Como forma de ilustrar a transição do sinal analógico de TV para o digital, ocorrido no dia 29 de março em São Paulo, a Seja Digital, entidade responsável pelo processo em todo o Brasil, realiza a exposição fotográfica “Transição Digital – A Relação da Periferia com a TV em São Paulo”. Sob o olhar dos fotógrafos do DiCampana Foto Coletivo, a exposição demonstra o cotidiano das periferias ao se despedir da TV analógica, na relação de seus habitantes com a TV, o meio de entretenimento e informação mais popular entre os brasileiros.

“No coletivo DiCampana encontramos os parceiros ideais para celebrar o desligamento do sinal analógico em São Paulo e retratar a presença da TV na intimidade dos lares, bares e comércios”, afirma Cecília sobre a parceria, que conta ainda com a produtora Zalika Produções. “Um bonito e delicado autorretrato, que mostra o afeto e a importância do aparelho de TV para o brasileiro”.

O DiCampana Foto Coletivo é formado por Sé Silva, José Cícero da Silva, Léu Britto, Naná Prudêncio e Weslley Tadeu, fotógrafos que atuam e vivem na periferia da cidade de São Paulo. A exposição está aberta a visitação até 13 de maio, na Doc Galeria, localizada na Rua Aspicuelta, 145, na Vila Madalena.

Sobre a Seja Digital
A Seja Digital (EAD - Entidade Administradora de Processo de Redistribuição e Digitalização de Canais TV e RTV) é responsável por operacionalizar a migração do sinal analógico para o sinal digital da televisão no Brasil. Criada por determinação da Anatel, tem como missão garantir que a população tenha acesso à TV Digital, oferecendo suporte didático, desenvolvendo campanhas de comunicação e mobilização social e distribuindo kits para TV digital para as famílias cadastradas em programas sociais do Governo Federal. Também tem como objetivos aferir a adoção do sinal de TV digital, remanejar os canais nas frequências e garantir a convivência sem interferência dos sinais da TV e 4G após o desligamento do sinal analógico. Esse processo teve início em abril de 2015 e, de acordo com cronograma definido pelo Ministério da Ciência, Tecnologia, Inovações e Comunicações, mais de 1300 municípios terão o sinal analógico desligado até 2018.

Serviço:
Exposição: “Transição Digital - A relação da periferia com a TV em São Paulo”
Período: 04 a 13 de maio de 2017
Local: DOC Galeria
Entrada franca