AGENDA DAS ARTES

Voltar

Pássados de Odette Eid

Artistas: Odette Eid

Curadoria: Diógenes Moura

De 7/3 a 21/3

Galeria Estação Ver mapa

Endereço: Rua Ferreira de Araujo,625 Pinheiros

Telefone: (11) 3813 7253

Em homenagem aos 95 anos de Odette Eid, a Galeria Estação realiza esta exposição, com seis obras concebidas pela artista em grande dimensão, que reafirmam seu particular domínio no campo da escultura.

São peças monumentais em alumino, parte de uma série desenvolvida entre 2000 e 2005, composta de pássaros, ovelhas e flores. Algumas delas – ovelhas e flores – alçaram o espaço público e podem ser vistas no Jardim da Luz, em São Paulo. Já os pássaros em bronze, que antecipam a série apresentada na mostra, ocupam o Museu dos Bandeirantes, Assembleia Legislativa do Estado de São Paulo, e uma praça de São Carlos do Pinhal (SP).  Seus monumentos estão instalados ainda em outros locais da capital paulista, como na Praça Professor Jairo de Almeida Ramos, Avenida República do Líbano (Homenagem da comunidade Líbano – Brasileira em comemoração aos 500 anos do descobrimento do Brasil, 2000); e na Praça Airton de Abreu (Homenagem ao centenário do Clube Esperia, 1999).

Galo III, 2016. Alumínio. 145 x 210 x 142 cm - Foto Germana Monte Mor

A artista, que começou a trabalhar na década de 80 ao frequentar os ateliês de Domenico Calabrone e Elvio Beccheroni, construiu seu universo pictórico predominantemente em torno de figuras femininas, de animais e da natureza. As suas imagens, ainda que reconhecíveis, descolam-se da realidade pelo caráter fantástico. Poesia e movimento conferem potência onírica à sua criação.

Nesta simbólica exposição, com curadoria de Diógenes Moura, os grandes pássaros evidenciam o princípio fundante de toda a produção da escultora: a liberdade, a capacidade de transformação para instaurar novos vocabulários. “Enquanto suas figuras humanas abraçam umas às outras, seus gnomos abraçam uns aos outros, suas mulheres estão sempre grávidas ou carregando os filhos, seus pássaros vivem sem medo de serem pássaros e natureza”, destaca o curador.

Sobre a artista:
Odette Haidar Eid nasceu em Zahle, Líbano, em 1922. Mudou-se para o Brasil em 1925 e começou a esculpir a partir de 1983, quando predominantemente utiliza-se do bronze. Estudou História da Arte no IADE com Paulo Ramos Machado; Arte no Brasil, no Espade, com Loy Cox Vilela; Teoria e Pesquisa de Folclore Brasileiro, na Escola de Folclore, com Rossini Tavares de Lima e Julieta de Andrade; Mitos e Magia, História da Arte, com Fábio Magalhães; Arte Contemporânea, com Alice Brill e Avancini.

Realizou inúmeras exposições individuais no Brasil e exterior: Fundação Armando Álvares Penteado, São Paulo (1987); Galerie Liliane François, Paris (1989, 1991); Galerie du Théâtre, Perpignan (1992); Museu Brasileiro da Escultura - MUBE - São Paulo (1995); Centro Cultural de São Paulo (1986 e 1996); Teatro Municipal, São Paulo (1996); Le Brésil à Paris - Quadra Découverte - Paris (1998); Hebraica, Primeiro Decordance, São Paulo (1999); "Sculptures", Espace Quadra, Paris (2000); Pinacoteca Benedito Calixto, Santos (2000 e 2001); “Recontre/Decouverte”, Espace Quadra, Paris (2002); Complexo Cultural Júlio Prestes, São Paulo (2002); e  “Cabeças”, Galeria Estação, SP (2008).

Participou, também, de exposições coletivas: Galeria Artescultura, São Paulo (1984); Mondin Galerie, Stuttgart, Alemanha (1984); I Exhibition of Contemporany Art Brazil/USA, Curtis Hixon Center, Tampa Bay (1986); Brazilian American Cultural Institute, Washington, Estados Unidos (1989); Le Salon - Grand Palais, Paris, França (1990); Salon des Artistes Français, Tour Eiffel, Paris, França; I Salon Européen d´art Contemporain, Saint-Brisson sur Loire, França (1994); Chapel Art Show, São Paulo (1986, 1987, 1992 e 1995); Galerie du Collége Royal, Beaumont-eu-Auge, França (1996); Le Printemps Français em Bavière, Munique, Alemanha (1997); Salon dy Printemps, Palais Municipal, Lyon, França (1997 e 1998); "Brésil 500 ans, Galerie Everarts Gallery, Paris, França (2000); "Le Brésil à la Maison Pour Tous de Ville d´Avray, Paris, França (2001); "Presença Libanesa no Brasil", Clube Atlético Monte Líbano, São Paulo (2002).

Suas obras fazem parte de coleções particulares e oficiais na Alemanha, Autrália, Áustria, Brasil, China, Egito, Espanha, Estados Unidos, França, Grécia (Sultan Lines), Israel, Itália (Enzo Ferrari), Líbano, Noruega, Síria e Suécia (Rainha Silvia). 

 Serviço:
Pássaros
Abertura: 7 de março, às 19h (convidados)
Período da exposição: De 08 de março até 21 de março de 2017, de segunda a sexta, das 11h às 19h, sábados das 11h às 15h - entrada franca.
Galeria Estação