AGENDA DAS ARTES

Voltar

P/B - Acervo MAB

Artistas: Vários

Curadoria: José Luis Hernández Alfonso e Laura Rodríguez

De 17/1 a 16/12

MAB - Museu de Arte Brasileira | FAAP Ver mapa

Endereço: Rua Alagoas, 903 - Prédio 1 - Higienópolis

Telefone: (11) 3662-7198

MAB FAAP (Museu de Arte Brasileira da Fundação Armando Alvares Penteado) apresenta, a partir do dia 17 de janeiro de 2018, as primeiras exposições do ano no museu: "P/B - Acervo MAB", com um recorte de obras de diversos artistas e períodos exclusivamente dominadas pelos pigmentos preto, branco e as gamas intermediárias de tons de cinza; e a mostra "A cor não tem fim: pinturas e tapeçarias de Jacques Douchez", que presta homenagem ao artista e tapeceiro francês. Ambas as exposições permanecem em cartaz até 16 de dezembro de 2018, com entrada livre e gratuita.

Geórgia Kyriakakis, Continentes 2, 2002. Grafite sobre papel, 31,3 x 43,1 cm. Acervo Museu de Arte Brasileira – MAB FAAP.

A exposição "P/B - Acervo MAB" reúne 69 obras divididas em dois blocos: um deles destaca produções por ordem cronológica, como os desenhos de Cândido Portinari, Emiliano Di Cavalcanti e Cícero Dias; o outro é composto por obras com tendência expressionista, a exemplo dos retratos de mulheres desenhados por Flávio de Carvalho e os intensos desenhos feitos em nanquim por Marina Caran.

Com predomínio de técnicas de desenho, a mostra apresenta a importância do preto e do branco na história da arte brasileira - do modernismo até os dias atuais. "O uso do preto e do branco é um fato clássico e universal, com um percurso histórico constante nas artes visuais. Mas foi com as vanguardas artísticas que esses pigmentos passaram a ter um protagonismo maior e a constituir as próprias obras como elementos vitais da composição", ressalta a curadora Laura Rodríguez.

Arcangelo Ianelli, Sem título, 1975. Óleo sobre tela 150 x 200 cm. Acervo Museu de Arte Brasileira – MAB FAAP. Doação do Espólio de Arcangelo Ianelli, 2011.

"As duas exposições integram-se ao estarem atreladas, principalmente, à obediência curatorial que prestam à cor", destaca o curador do MAB FAAP, José Luiz Hernández Alfonso. Segundo o curador, as exposições simultâneas em cartaz no museu são um exemplo de primazia visual de cores, seja pela abundância e diversidade nas suas propriedades, nas múltiplas combinações e contrastes que possibilitam ou na maleabilidade para a criação de áreas, volumes e efeitos visuais, entre outras características.

Ulysses Boscolo, Série Odisseia, 2012/13. Gravura em metal sobre papel, ponta seca e raspador, 30 x 25,5 cm. Acervo Museu de Arte Brasileira – MAB FAAP.

Serviço
Exposição: "P/B - Acervo MAB", coletiva com curadoria de José Luis Hernández Alfonso e Laura Rodríguez.
Datas e horários: Abertura dia 17 de janeiro de 2018. Em cartaz até 16 de dezembro de 2018. De segunda a sexta-feira, das 10h às 18h (permanência até as 19h); sábados, domingos e feriados, das 10h às 17h (permanência até as 18h). Fechado às terças-feiras, inclusive quando feriado.
Local: MAB FAAP (Sala Annie Alvares Penteado) | Rua Alagoas, 903 - Higienópolis, São Paulo.
Entrada livre e gratuita.