AGENDA CULTURAL

Voltar

Outono, apesar de tudo

Artistas: Pablo Lobato

Curadoria: Júlio Martins

De 20/5 a 22/7

Luciana Brito Galeria Ver mapa

Endereço: Avenida Nove de Julho, 5162 - Jardim Europa

Telefone: (11) 3842-0634

A Luciana Brito Galeria tem o prazer de apresentar Outono, apesar de tudo, segunda exposição individual do artista mineiro Pablo Lobato (Bom Despacho, Minas Gerais 1976) em São Paulo. Com curadoria de Júlio Martins a exposição tem início no dia 20 de maio (sábado) e reúne a produção mais recente do artista, reverberando os períodos vividos na Coréia do Sul e no Japão, em 2016.
Os trabalhos, apresentados com exclusividade na mostra, assumem a forma de objetos, instalações, publicações e esculturas, aproximando materiais diversos como papel, tecido, semente, fio de cobre encapado e corda. Simplicidade e complexidade parecem chegar ao mesmo ponto nas composições do artista, que convidam à sensibilidade do público.


Pablo Lobato- Muda (Mamão, #4), 2015

Dentre os trabalhos apresentados na exposição destaca-se a série Kimonos, em que o artista compõe no Hanji, papel milenar desenvolvido por artesãos coreanos, uma espécie de colagem com cortes e dobraduras. A trama do papel responde a uma série de interesses do artista: a linha que revela o interior orgânico da forma, o uso intuitivo das cores, a transparência e a leveza com que o material exibe os gestos do talho, a condição da dobra e o atravessamento de camadas.
A obra A yard of moshi, please, que será apresentada no anexo da galeria, traz um arranjo de tecidos fibrosos, semelhantes ao linho, chamado Moshi. Como sugere seu título, a obra evidencia na sua composição formal as discrepâncias possíveis da medida de uma jarda. A diversidade de padrões, bem como as cores vivas das superfícies translúcidas formam uma geometria inexata de tecidos que revela uma plasticidade única.


A Yard of Moshi, Please (2017), de Pablo Lobato.

A mostra também será a ocasião do lançamento da nova versão do livro de artista RUA, que ganha edição especial impressa, numerada, assinada e encadernada
em tecido, além de acompanhar 4 impressões exclusivas de imagens feitas na Coréia e no Japão. O livro possui uma tiragem de cinquenta exemplares e reúne imagens coletadas durante três anos, por diferentes países. Em sua prática, Pablo Lobato evoca e encontra arranjos em suas dimensões corriqueiras, quase imperceptíveis à nossa experiência visual urbana e cotidiana. Imagens que nos trazem uma estranha familiaridade, percebidas pela sensibilidade formal do artista.
As noções de corte, presentes nas obras de Pablo Lobato, se aproximam do gesto de desprender. Essa medida, em que o movimento acontece de maneira orgânica, complexa e reciproca, sem localizar um ou outro sujeito, é o que parece guiar os seus novos trabalhos. Suas articulações a partir de encontros, espantos e tempos distintos, trazem a presença de uma mão que tateia, sem aspirar controle sobre o que se toca. O sensível trato em liberar sentidos a partir de materialidades mundanas, dá o tom dessa exposição.

Serviço:
Pablo Lobato- Outono, apesar de tudo
Abertura: 20/5 
Visitação: 23/05 á 22/07
Local: Luciana Brito Galeria