AGENDA DAS ARTES

Voltar

Olho d'Água

Artistas: Luisa Malzoni

Curadoria: Ian Duarte Lucas

De 11/12 a 2/2

Verve Galeria Ver mapa

Endereço: Rua Lisboa, 285 - Jardim Paulista

Telefone: (11) 2737-1249

A artista visual Luisa Malzoni apresenta "Olho d'água", individual que encerra o calendário expositivo 2018 da Verve Galeria. Com curadoria de Ian Duarte Lucas, a mostra tem como temática a memória, e apresenta 30 obras produzidas a partir de técnicas antigas de fotografia e cinema, compondo processos de impressão artesanais do século XIX, tais como o Cianótipo, a albumina e o Marrom Van Dyke em tecido, que em muitas obras também é bordado. A artista também explora releituras e desdobramentos de sua experiência em restauro de filmes de cinema antigos, utilizando filmes S8 resgatados entre seus familiares, os quais se transformam em suporte para pinturas. Em cartaz entre os dias 11 de dezembro e 2 de fevereiro de 2019, com entrada livre e gratuita.

Luiza Malzoni, Organdie IV, 2005. Cianótipo sobre tecido, 22 x 27 cm. Foto: Divulgação.

A produção de Luisa Malzoni se baseia em uma extensa pesquisa sobre processos ancestrais de imagem, sob o ponto de vista da memória: “A memória e as técnicas antigas estão quase sempre presentes no meu trabalho, pelo menos como inspiração. Gosto de misturar o antigo com o novo. O artesanal com o digital. As técnicas antigas são o embrião, a minha grande paixão”, comenta a artista. Peças elaboradas entre 2001 e 2018 integram a individual, cujo título faz referência a uma nascente de água - no sentido de que seus estudos recaem na origem da fotografia – e também ao nome de seu ateliê. Nos dizeres de Rosely Nakagawa: “Na filosofia a memória é a garantia da estruturação da identidade, possibilitando o encontro consigo mesmo. Tesouros percebidos em recantos e recolhidos pela curiosidade de menina que não deixou de ser. Olho d’água de nascente que brota com a preservada mata que a rodeia, semeada ao longo do tempo, que combina amor com bordado, carinho com tinta, devoção com luz e trabalho com muito prazer”.

Acerca do método de criação, Luisa Malzoni deixa a coloração de cada técnica assumir o resultado de suas obras, como no caso do Cianótipo, que rende uma cor azul, e do Marrom Van Dyke. Em outras peças, a artista colore fotografias e filmes à mão, obtendo novas possibilidades estéticas. “Sou muito apaixonada por fotografia antiga e pelo cinema silencioso. Tenho a grande sorte de poder trabalhar com ambos, que aliás estão super relacionados. Gosto muito de técnicas antigas e artesanais. Explicar como funciona meu método de produção eu não sei, mas tenho grande paixão por estudar e criar”, conclui.

Sobre a artista
Formada em Fotografia pelo Senac-SP, em 2001, Luiza Malzoni desenvolve há 17 anos seu trabalho autoral utilizando processos artesanais. Integrou o Coletivo Oficina da Luz e realizou sua primeira exposição individual em 2013, no Atelier Bricoleur, com curadoria de Rosely Nakagawa. Lecionou oficinas de fotografia em várias unidades do SESC-SP, no MAM – Museu de Arte Moderna de São Paulo, e na Casa Mário de Andrade. Além de fotógrafa e professora, trabalha há 13 anos na Cinemateca de São Paulo, pesquisando e restaurando filmes realizados com as primeiras técnicas coloridas da história do cinema. Trabalhou com restauração de filmes na Cinemateca Portuguesa de Lisboa, em algumas temporadas em 2009, 2014 e 2015. Atualmente, desenvolve seu trabalho autoral e atua como fotógrafa e restauradora.

Luiza Malzoni, Estereoscópica V, 2018. Impressão fine arte pintada à mão e visor estereoscópio, 19 x 15 cm (visor) / 9,5 x 17 cm (impressão). Foto: Divulgação.

Serviço
Exposição: "Olho d'Água", de Luisa Malzoni com curadoria de Ian Duarte Lucas.
Datas e horários: Abertura dia 11 de dezembro de 2018, terça-feira, às 19h. Em cartaz até 2 de fevereiro de 2019. De terça a sexta-feira, das 11h às 19h; sábado, das 11h às 17h.
Local: Verve Galeria | Rua Lisboa, 285 – Jardim Paulista, São Paulo.
Entrada livre e gratuita.