AGENDA DAS ARTES

Voltar

Maré

Artistas: Ernesto Bonato

Curadoria: -

De 2/8 a 2/9

Galeria Virgílio Ver mapa

Endereço: Rua Doutor Virgilio de Carvalho Pinto, 426 - Pinheiros

Telefone: (11) 2373-2999

A instalação maré, cujo centro é uma grande imagem de água gravada em madeira e impressa em papel fino japonês, busca sugerir uma certa narrativa do ser a partir de complementaridades como água e fogo, contemplação e gesto, leveza e peso, luz e sombra, através das relações simbólicas estabelecidas entre as gravuras, vídeos, fotografias e músicas que integram a obra do artista Ernesto Bonato.


Ernesto Bonato- Sonar 1. Xilogravura em duas cores impressa em Mitsumata, sem moldura. Prova única, 2016. 95 x 95 cm. 

O projeto, iniciado em 2011, durante residência artística na Unicamp, levou seis anos para ser desenvolvido e já foi exposto em algumas cidades do Brasil, antes de chegar a São Paulo. As xilogravuras, gravada a partir de fotografias do artista, ganham uma escala que extravasa a dimensão física do observador, desdobrando-se a partir de módulos e de experiências cromáticas que modificam a imagem a cada impressão. Um outro aspecto que o projeto discute é o da impermanência dos grandes ciclos naturais, buscando despertar os sentidos para uma escuta mais fina dos processos internos da natureza que interferem e sofrem interferência do homem e para o tempo que rege e se manifesta nesses processos.


Ernesto Bonato- Mão. Xilogravura impressa s/ Seiksho. montada com moldura de madeira. Tiragem: 12. 2006. 65 x 65 cm. 

Além do claro viés ambiental e existencial, o projeto busca ampliar a apreciação e reflexão da gravura contemporânea, revelando seu aspecto mutante e impregnante a partir de elementos como escala, difusão, diálogo entre processos tecnológicos modernos e tradicionais, ocupação de espaço, relação da fotografia com a gravura, som, imagem e memória. A criação sonora presente na instalacão maré foi concebida especialmente pelo grupo instrumental Âmago Trio (Raul Rodrigues, Vinícius Bastos Gomes e Pedro Destro). O cd ’maré I amago trio’ será lançado durante o período da mostra com a presença dos músicos em uma audição pública na galeria. Hymnos é o título do vídeo feito em colaboração com Vinícius Cruz e que integra a instalação maré, uma espécie de síntese das questões que vem sendo trabalhadas pelo artista e que não deixa de sugerir também o caráter musical e invocativo geral das imagens oferecidas. A mostra inclui ainda obras da série Deambulatório (2006-2014), composta de xilogravuras também decorrentes de fotografias gravadas a partir de um sistema baseado em micro punções. O cartaz oferecido ao público é considerado também uma obra da exposição e visa, entre outras coisas, ampliar o alcance da obra gráfica para além das paredes da galeria. O texto do cartaz é de Ulysses Bôscolo de Paula.


Ernesto Bonato- Céu. Xilogravura impressa s/ Seiksho. montada com moldura de madeira. tiragem: 12. 2006. 65 x 65 cm. 

Sobre Ernesto Bonato
Natural de São Paulo. Trabalha com pintura, desenho, gravura, fotografia, instalação e intervenção urbana e teve trabalhos expostos em mais de 190 exposições individuais e coletivas no Brasil e em 28 países. Graduado e mestre pela ECA–USP. Participou da criação do serviço educativo do MASP, em 1997. Ensinou gravura em metal na FAAP e desenho e gravura no Centro Universitário SENAC. Membro fundador e coordenador do Atelier Piratininga, em São Paulo, de 1993 à 2013. Prêmio Unesco, no 14º Salão Nacional. Participou da criação de projetos coletivos como o “Projeto Lambe-Lambe”, “Trilingüe ABC: Gráfica atual”, “L´Art Roman vu du Brésil, entre outros. Organizou e participou de diversos intercâmbios, simpósios e palestras sobre arte. Curador de exposições no Brasil e exterior. Coordenou o livro “Lugar, Tempo, Olhar: arte brasileira na França Românica”. Convidado para o Programa de artista residente na Universidade Eswtadual de Campinas, muda-se para esta cidade em 2011.

Serviço:
Abertura: 02 de agosto, 19h30
Conversa com o artista: 26 de agosto: 16h00 às 18h00
Lançamento cd  maré  I  âmago trio: 19 de agosto: 16h00
Visitação: de 02 de agosto a 02 de setembro de 2017
Local: Galeria virgílio