AGENDA DAS ARTES

Voltar

Individual de dois

Artistas: Gabriel Torggler e Marcelo Gandhi

Curadoria: -

De 24/6 a 29/7

Galeria TATO Ver mapa

Endereço: Rua Fradique Coutinho, 1399 - Pinheiros, São Paulo - SP

Telefone: (11) 2389-1399

A Galeria TATO apresenta, a partir de 24 de junho de 2017, das 11 às 19h00, o projeto Individual de Dois, composta pelas exposições “Supercortex” de Marcelo Gandhi e “Maquina Falha” de Gabriel Torggler. O projeto coloca no mesmo espaço físico, dois artistas que discutem questões da arte contemporânea como o corpo e a linha que configura o espaço bidimensional de maneira não linear.

Marcelo Gandhi é de 1975, natural de Natal, Rio Grande do Norte, vive e trabalha em São Paulo. Graduou-se em artes visuais pela UFRN, transitando pela música, performance e desenho. Em 2006, foi selecionado para a Bolsa Residência EXO, Edifício Copan, e participou do projeto Paradoxo Brasil - Rumos Artes Visuais, ambos promovidos pelo Itaú Cultural, em São Paulo. Em 2007, realizou sua primeira exposição individual, A Mente do Oceano segundo Deus ou a Grande Mentira, na Pinacoteca do Rio Grande do Norte. Nesse mesmo ano, participou da exposição coletiva do 58º Salão de Abril em Fortaleza, Ceará. No início de 2012, integrou as exposições Metrô de Superfície, no Paço das Artes – USP, São Paulo, com curadoria de Bitú Cassundé e Clarissa Diniz, e Artes e Ofícios para Todos, no Liceu de Artes e Ofícios, São Paulo, com curadoria de Marcio Harum e Bruno Mendonça. NO ano seguinte, participou da exposição Jogos de Guerra, com curadoria de Daniela Name, na Caixa Cultural do Rio de Janeiro. Gandhi também tem obras em acervos: no Centro Cultural Dragão do Mar, no Ceará; no Centro Cultural do Banco do Nordeste, no Ceará; e na Pinacoteca do Rio Grande do Norte. Neste ano participa da Bienal Naifs do Brasil no SESC.

Torggler nasceu em 1990. Formado em artes plásticas pela FAAP em 2012, utiliza o desenho como principal técnica em sua produção. Desenhos que partem de referências que englobam o meio urbano, universo televisivo e elementos de seu cotidiano. Participou de exposições como Vídeo Brasil no Sesc Pompéia e também na última edição do prêmio EDP (2014).

Máquina Falha
A exposição Máquina Falha, de Gabriel Torggler, apresenta uma narrativa que parte do cotidiano, do universo urbano e da paisagem sonora da metrópole, especificamente do centro de São Paulo. Os desenhos possuem um efeito semelhante ao processo gráfico presente na gravura de metal, como hachuras, tramas e emaranhados de linhas que se sobrepõem, criando uma paisagem. Há também uma forte referência aos HQs e à arte de rua.

Os desenhos maiores resultam do não controle, de uma mão livre, que segue delineando linhas numa espécie de automatismo, no qual o artista passa semanas preenchendo a vasta superfície do papel com pequenos e repetitivos tracinhos. Os trabalhos de dimensões menores, por outro lado, são metodicamente planejados, são recortes, um zoom dos grandes.

Supercortex
Marcelo Gandhi, em seus processos criativos, busca hibridizar conceitos, criando imagens díspares, ruidosas, transcendentes e caóticas. Os trabalhos exibidos na exposição Supercortex aproximam mitologia, cultura popular, fisiologia e anatomia humana, caracteres geomânticos, fractais, botânica, filosofia, ocultismo e referência à arte abstrata de Kazimir Malevitch.

Malevich pode ser considerado um ícone da arte moderna: criou o que ele chamou de suprematismo, que, para Aaron Scharf, é mais uma atitude de espírito que reflete ambivalência da existência do que um movimento. Malevich propõe uma nova cosmogonia não objetiva às formas criadas pelo artista russo, que pretendiam criar novas realidades. Marcelo Gandhi não está preocupado com uma arte sem objeto nem com uma geometria que pretende transmitir a supremacia do espírito sobre a matéria, mas sim “recriar uma imagética de um fazer abstraído e fragmentado sobre corporeidade, cultura, percepção e possíveis ruídos entre fisiologias e signos dissonantes”.  


Marcelo Gandhi, Série supercortex, 2017. Acrílico sobre tela.

Serviço:
Exposição: “Individual de Dois” de Gabriel Torggler e Marcelo Gandhi
Abertura: 24 de junho de 2017, das 11h às 19h
Período expositivo: de 26/06/2017 a 29/07/2017
Local: Galeria TATO