AGENDA DAS ARTES

Voltar

German Lorca: Mosaico do Tempo, 70 anos de fotografia

Artistas: German Lorca

Curadoria: Rubens Fernandes Junior

De 25/8 a 4/11

Itaú Cultural Ver mapa

Endereço: Avenida Paulista, 149 - Cerqueira César

Telefone: (11) 2168-1777

Entre os dias 25 de agosto e 4 de novembro de 2018, o Itaú Cultural exibe a mostra "German Lorca: Mosaico do Tempo, 70 anos de Fotografia", com mais de 150 imagens, além de séries e ensaios fotográficos, projeções, objetos e premiações. Com curadoria do jornalista, professor e crítico de fotografia Rubens Fernandes Junior, a exposição tem assistência curatorial do professor e fotógrafo José Henrique Lorca e a entrada é livre e gratuita.

Rio Pinheiros, 1970. Foto: German Lorca / Divulgação Itaú Cultural.

German Lorca nasceu um par de meses depois da Semana de Arte Moderna de 1922. Hoje tem 96 anos e conta sete décadas de carreira profissional, mantém o sorriso de menino travesso, é um grande contador de histórias e continua clicando tudo o que lhe desperta o olhar. Para os curadores da exposição, as fotografias de Lorca expressam de modo exemplar toda a experiência do período modernista e chegam aos dias de hoje com o mesmo frescor que o aproximam de algumas manifestações e de alguns procedimentos da arte contemporânea.

De um jovem contabilista, ele passou rapidamente para o status de precursor no Foto Cineclube Bandeirante, onde se consolidou como fotógrafo profissional. Teve um estúdio, onde fazia de ensaios e fotos autorais até publicidade. Fotografou a paisagem urbana de São Paulo em diferentes períodos de 1947 a 2004 e segue assim até hoje, reunindo um conjunto de imagens que acompanham a construção e desconstrução da cidade. Fez retratos e foi retratado por nomes imponentes deste segmento, como Geraldo de Barros.

Oca Ibirapuera, 1954. Foto: German Lorca / Divulgação Itaú Cultural.

“É um grande desafio orquestrar tantas variáveis temáticas, além dos diferentes formatos por ele utilizados, mas, dentro do possível, formatamos núcleos que pudessem tanto valorizar suas fotografias mais representativas quanto evidenciar as imagens que foram de circulação mais restrita”, diz Fernandes. Assim, a linha curatorial organiza esta retrospectiva de modo a condensar a larga e rica vivência de Lorca.

São mais de 150 fotografias do amplo acervo do artista, que estabelecem uma narrativa coerente e contemplam a sua visão de mundo, além de elementos que participaram de sua vida e alavancaram sua trajetória profissional. Elas se esparramam por sete temas que revelam sua pluralidade: Foto Cine Clube Bandeirante, Fotografia de arte, Fotografia publicitária, São Paulo, Retratos, Autorretratos e Altos retratos – este, composto de imagens de outros fotógrafos que retrataram o homenageado.

German Lorca, 2005. Foto: Vilma Slomp / Divulgação Itaú Cultural.

Além das obras artísticas e publicitárias, estão expostos objetos pessoais, prêmios, troféus, medalhas e homenagens que marcam os momentos importantes de sua carreira. Ao lado dessas conquistas, uma vitrine exibe as principais câmeras que pontuaram seu percurso na fotografia – da primeira, uma Welta Welti, objetiva Tessar 2.8/50, Carl Zeiss, formato 35 mm, adquirida em 1947 no Brás até a mais recente, uma Leica digital, passando por Rolleiflex, Hasselblad, Nikon.

“São as informações distintas que deixam clara e transparente nossa verdadeira intenção”, afirma Fernandes. “Elaborar um exercício de presentificar o passado, seja exibindo seu mundo técnico e afetivo, seja ocupando o espaço com a magia das imagens.”

Largo São Francisco, 1954. Foto: German Lorca / Divulgação Itaú Cultural.

Serviço
Exposição: "German Lorca: Mosaico do Tempo, 70 anos de fotografia", com curadoria de Rubens Fernandes Junior.
Datas e horários: De 25 de agosto a 4 de novembro de 2018. De terça-feira a sexta-feira, das 9h às 20h (com permanência até as 20h30); sábados, domingos e feriados, das 11h às 20h.
Local: Itaú Cultural (Pisos -1 e -2) | Avenida Paulista, 149 (estação Brigadeiro do Metrô) - Cerqueira César, São Paulo.
Entrada livre e gratuita.