AGENDA CULTURAL

Voltar

Conversas

Artistas: Varios

Curadoria: Anne Havinga e Karen Hass

De 12/4 A 4/6

Instituto Tomie Ohtake Ver mapa

Endereço: Avenida Brigadeiro Faria Lima, 201 - Pinheiros - São Paulo - SP CEP 01451-001

Telefone: (11) 2245-1900

O Instituto Tomie Ohtake e o Bank of America Merrill Lynch trazem ao Brasil a exposição Conversas, com mais de 100 imagens de 100 fotógrafos internacionais, pertencentes à Coleção Bank of America Merrill Lynch, com curadoria de Anne Havinga e Karen Hass, do Museum of Fine Arts de Boston. Trata-se de uma rara oportunidade de ver reunidos trabalhos dos mais icônicos nomes da produção mundial. Com obras concebidas de 1860 até os dias atuais, a mostra, com retratos, paisagens, trabalhos documentais e experimentais, traça um panorama significativo da fotografia ao longo dos últimos séculos.


Vera Lutter (German, b. 1960) 135 LaSalle Street, Chicago, VI, November 16, 2001Gelatin silver print Bank of America Collection

A coleção chega pela primeira vez ao Brasil e já foi apresentada no Museum of Modern Art  de Dublin, no Museo del Novecento em Milão, e no Colegio de San Ildefonso na Cidade do México. A exposição faz parte do programa Art in our Communities®. “Por meio desse programa, museus e galeria recebem, sem custos, coleções completas do Bank of America Art Collection para exposições. Com esta iniciativa, por um lado geramos uma receita importante para essas instituições e de outro oferecemos acesso ao público a relevantes obras artísticas. Desde o lançamento do programa em 2008, foram viabilizadas mais de 120 exposições ao redor do mundo e o Brasil está incluído nesse circuito de incentivo à arte”, conta Thiago Fernandes, Head de ESG do Bank of America Merrill Lynch para América Latina.

Paulo Miyada, curador do Instituto Tomie Ohtake e também responsável pela atual montagem da exposição, apontou alguns aspectos deste recorte da coleção que chega ao país. Dos pioneiros do século XIX, ele ressalta as pesquisas, técnicas e a relação com a pintura nas obras de Gustave Le Gray, Charles Negre, Roger Fenton, Julia Margaret Cameron e Alfred Stieglitz.


Julia Margaret Cameron (British, 1815 – 1879) Untitled (May Prinsep), October 1870 Albumen silver print Bank of America Collection 

Já nas imagens de Walker Evans, Dorothea Lange (mulher pioneira na fotografia), Paul Strand, Mike Disfarmer, Joe Rosenthal, Laura Gilpin e Gordon Parks, o curador observa os registros do território norte-americano – retratos, paisagens, os movimentos negros, etc. – no início século XX, período da Grande Depressão. Na fotografia experimental do século passado, ele destaca produções como as de László Moholy-Nagy, Man Ray, Maurice Tabard, Pim Van Os e Jaromír Funke.

Para Miyada, a fotografia contemporânea e a representação dos Estados Unidos, seu vasto território, sua cultura e seus personagens estão sublinhados no olhar de William Eggleston, Robert Frank, Lee Friedlander, Carrie Mae Weems, Roy DeCavara, Helen Levitt, Bruce Davidson, entre outros. Ele assinala, ainda, a presença de fotógrafos da Escola de Frankfurt pelo legado de Bernd e Hilla Becher. Além da própria dupla, sob esse viés estão também Andreas Gursky, Candida Höfer, Thomas Ruff e Thomas Struth. 


Candida Höfer (German, b. 1944) Museo Civico Vincenza II, 1988 Color coupler print Bank of America Collection 

Por sua vez, ainda segundo o curador, a exposição, contempla artistas contemporâneos que se utilizam da fotografia como suporte, como Hiroshi Sugimoto, Cindy Sherman, Ed Ruscha, Felix Gonzalez-Torres e o brasileiro Vik Muniz.

Serviço:
Exposição: Conversas – Fotografias da Coleção Bank of America Merrill Lynch
Abertura: 12 de abril, às 20h
Até: 04 de junho
De terça a domingo, das 11h às 20h – entrada franca