AGENDA DAS ARTES

Voltar

Auto

Artistas: Carlos Nader

Curadoria: -

1/02 a 17/03

Galeria Lume Ver mapa

Endereço: Rua Gumercindo Saraiva, 54 - Jardim Europa

Telefone: (11) 3704-6268

Carlos Nader, cineasta paulista, retorna à cena no espaço expositivo da Galeria Lume. Após décadas dedicadas ao cinema, apresenta a exposição AUTO, onde o reúne um conjunto de obras – três delas inéditas, frutos de uma parceria inusitada com seu filho Teo, de 17 anos, que é portador de autismo. “Ao longo dos anos, fui percebendo que o Teo, mais que ‘autista’, é ‘artista’, um artista em tempo integral. O mundo é antes de tudo uma experiência estética para ele. A apreensão da vida é essencialmente plástica, uma fruição constante de imagens, sons, cheiros, movimentos e ritmos. Quando eu entendi isto, entendi também que era hora de eu mesmo voltar para as artes plásticas”, comenta o cineasta.


   (Divulgação)                                                                                 

Nader acredita que tais questões, por serem metalinguísticas, também fazem parte do universo do autismo, “afinal o prefixo ‘auto’ significa ‘relativo a si próprio’. Não é coincidência nem exagero ver nos meus trabalhos uma espécie de estética autística. Eles têm circularidade, reiteração, repetição. Eles não diferenciam o concreto do conceitual, o estrutural do conjuntural e nem mesmo a imaginação da paisagem. Essas características são muito parecidas com aquelas descritas na própria síndrome do autismo”.

Na prática, o encantamento do garoto pela chuva escorrendo por uma claraboia de vidro e refletindo uma imagem de vídeo serviram, por exemplo, como base da criação da instalação Cachoeira (2017), presente na exposição. A tela translúcida que siderava e protegia Teo das tempestades metamorfoseia-se em um suporte de projeção para vídeo e água.                                                                                                                                                                                     

Em Vento Luz III, o artista renova uma instalação feita para uma exposição do MAM-SP, em 1999, em que o rodopio constante de um bailarino virtual gerava uma ventania real. Na versão atual, o bailarino é substituído por personagens nus e igualmente rodopiantes de Eadweard Muybridge, fotógrafo inglês do século XIX que criou as primeiras imagens cinemáticas da História.

                                                                                                                                                        (Divulgação)   

"É quase inacreditável que num tempo que era sinônimo de caretice, a era vitoriana, o inventor daquilo que viria a ser chamado de cinema já usasse homens, mulheres e crianças nus sem medo das mentes que projetam algum pecado nesta atitude. E é ainda mais inacreditável estarmos discutindo isso em 2017!”, exclama Nader, referindo-se ao fantasma da censura que volta a assombrar o mundo das artes.                     

Sessão Pipoca

Durante o período expositivo, diversos de seus filmes serão exibidos semanalmente na própria galeria. Nader, que se consolidou como videomaker nos anos 1990, possui uma filmografia reconhecida por uma poética sensível, que perpassa temas universais.

Programação de filmes
Todas as quintas feiras, às 16h30
01/02 | Tela (curta-metragem) + Pan-Cinema Permanente
08/02 | Tela + Homem Comum
22/02 | Tela + A Paixão de J.L
01/03 | Tela + Pan-Cinema Permanente
08/03 | Tela + Homem Comum
15/03 | Tela + A Paixão de JL

Serviço:
Auto, de Carlos Nader
Datas e Horários: Em cartaz de 1 de Fevereiro a 17 de Março de 2018.  De segunda a sexta-feira, das 10h às 19h | sábados, das 11h às 15h
Galeria Lume -  Rua Gumercindo Saraiva, 54 – Jardim Europa, São Paulo.