AGENDA DAS ARTES

Voltar

Assentamento

Artistas: Jaime Lauriano

Curadoria: -

De 07/11 a 20/1

Galeria Leme Ver mapa

Endereço: Avenida Valdemar Ferreira, 130 - Butantã

Telefone: (11) 3814-8184

A Galeria Leme apresenta entre os dias 7 de novembro e 20 de janeiro de 2018 a segunda exposição individual de Jaime Lauriano, um dos ganhadores do "Prêmio CNI SESI SENAI Marcantonio Vilaça 2017". Em “Assentamento”, o artista apresenta obras inéditas resultantes de pesquisas desenvolvidas durante os últimos dois anos. Simultaneamente, a galeria exibe a sétima edição do projeto SITU, um site-specific da artista Ana Dias Batista. A entrada de ambas as mostras é livre e gratuita.

Jaime Lauriano, Invasão, 2017. Lápis dermatografico sobre algodão vermelho, 160 x 310 cm (Reprodução/Galeria Leme)

Em seus trabalhos, Lauriano discute as estruturas envolvidas na constituição do espaço público e o processo histórico de formação do estado brasileiro. Utiliza-se de estratégias presentes em produções audiovisuais contemporâneas, como a propaganda, de materiais de arquivo e pesquisa de campo para alavancar suas discussões em uma produção marcada por um exercício de síntese entre o conteúdo das pesquisas e estratégias de formalização, articulada em trabalhos audiovisuais, objetos e textos críticos.

Emprestado das lutas por terra no Brasil, e dos cultos afro-brasileiros, o termo que dá titulo a exposição foi utilizado por Jaime Lauriano como elemento central para organizar o mais recente capitulo de sua cartografia da violência no Brasil. Com desenhos, objetos, intervenções e colagens, “Assentamento” transita entre passado e presente para tencionar como as desigualdades e as violações de direitos humanos, tão presentes no atual momento da sociedade brasileira, resultam, em grande parte, da construção de um projeto higienista de nação, que para se sustentar faz uso de seu aparato simbólico e bélico para aniquilar aqueles que se revoltam contra as suas normas. Assim, dividida conceitualmente em dois atos, a mostra evidencia como a História do Brasil é escrita de maneira a sustentar e atualizar aspectos do seu passado colonial.

Jaime Lauriano, Pedras portuguesas, 2017. Pedras portuguesas, caixa de ferro e cimento, 100 x 150 x 7 cm (Reprodução/Galeria Leme)

Serviço
Exposição: "Assentamento", de Jaime Lauriano.
Datas e horários: Abertura dia 07 de novembro, às 19h. Em cartaz até 20 de janeiro de 2018. De terça a sexta, das 10h às 19h; sábados, das 10h às 17h.
Local: Galeria Leme | Av. Valdemar Ferreira, 130 - Butantã, São Paulo.
Entrada livre e gratuita.