AGENDA DAS ARTES

Voltar

Ai Weiwei Raiz

Artistas: Ai Weiwei

Curadoria: Marcello Dantas

De 20/10 a 20/1

Oca - Parque do Ibirapuera Ver mapa

Endereço: Av. Pedro Álvares Cabral, Portão 3 - Ibirapuera

Telefone: (11) 3105-6118

Com curadoria de Marcello Dantas - também responsável pelo desenvolvimento do projeto -, "AI WEIWEI RAIZ" é a primeira exibição do aclamado artista plástico Ai Weiwei no Brasil, e também a maior já realizada por ele. Em cartaz entre os dias 20 de outubro de 2018 e 20 de janeiro de 2019, na Oca no Parque do Ibirapuera, em São Paulo, a mostra apresenta a história deste brilhante artista por meio de seus mais icônicos trabalhos, além de obras inéditas nascidas de uma imersão profunda do chinês pelo Brasil e suas tradições. A entrada é livre para todas as idades.

Ai Weiwei, Forever Bicycles, Taipei Fine Arts Museum, 2011. Foto: Cortesia Ai Weiwei Studio.

Um dos principais nomes da cena contemporânea mundial, Ai Weiwei deixou seu país de origem em 2015 e se destaca no cenário internacional pelo interesse que demonstra pelas questões sociais e humanas, como a crise mundial de imigração. Alguns de seus trabalhos mais conhecidos são grandes instalações que muitas vezes tensionam o mundo contemporâneo e os modos tradicionais chineses de pensamento e produção, como sua obra-prima Dropping a Han Dynasty Urn (Deixando cair uma urna da dinastia Han), um trabalho que mostra o jovem artista derrubando intencionalmente uma urna cerimonial de cerca de 2.000 anos, da Dinastia Han, período da história da civilização chinesa. A ação subversiva e transformadora foi captada e transformada em três imagens que vêm sendo expostas em mostras por todo o mundo. No Brasil, poderá ser vista a versão dela em peças de Lego.

Ai Weiwei, Dropping a Han Dynasty Urn, 2015. Foto: Cortesia Ai Weiwei Studio.

Outras obras históricas conhecidas mundialmente também estarão expostas, como a Sunflower Seeds (Sementes de Girassol), trabalho composto por milhões de 'sementes de girassol' de porcelana pintadas à mão por artesãos chineses, levantando a questão da produção em massa e perda da individualidade; Straight (Reto), mostrada pela primeira vez em sua forma completa, é uma instalação feita com 164 toneladas de vergalhões de aço recuperados dos escombros de escolas de Sichuan (China) após o forte terremoto que abalou a China em 2008; Forever Bicycles (Bicicletas Forever) é uma obra de caráter arquitetônico que utiliza bicicletas como blocos de construção, fazendo também uma alusão à multiplicação e repetição. O nome da instalação é inspirado na famosa marca chinesa de bicicletas 'Forever', bastante comum durante a infância do artista, quando este era o principal meio de transporte na China; e Moon Chest (Cofre de Lua), uma série de baús feitos com a preciosa madeira Huali, o Marmelo Chinês, que apresentam as quatro fases da lua aos visitantes que atravessam a instalação.

Ai Weiwei, Ex votos 3, 2018. Foto: Cortesia Ai Weiwei Studio.

Já a imersão pelo Brasil contou com a consultoria da designer Paula Dib e colocou o artista em contato com comunidades, artesãos, manifestações culturais e recursos regionais até então desconhecidos por ele, resultando em trabalhos inéditos, feitos com madeira, sementes, raízes tecidos e couro. Ai Weiwei se propôs a desvendar e absorver a cultura local e moldar objetos que representam a biodiversidade, a paisagem humana e a criatividade brasileira. Entre os destaques está uma série de obras feitas com centenárias raízes do pequi-vinagreiro, espécie de árvore típica da Mata Atlântica baiana atualmente em risco de extinção, encontradas desenterradas na região de Trancoso, na Bahia. Estes resíduos descobertos no meio da mata foram selecionados e trabalhados pelo artista junto a carpinteiros chineses e brasileiros.

Instalação Sunflower Seeds na Oca Ibirapuera. Foto: Tauã Miranda / InfoArtSP.

Há também múltiplos produzidos especialmente para o Brasil, formados por moldes em porcelana branca ou pintada, de quatro elementos tipicamente brasileiros que, com as iniciais de seus nomes, constroem a palavra FODA: Fruta do Conde, Ostra, Dendê e Abacaxi. Ex-votos feitos por artesãos de Juazeiro do Norte (CE), uma instalação feita com couro e o alfabeto armorial, de Ariano Suassuna, mais de uma tonelada de sementes de olhos de cabra são outros dos cerca de 70 itens que completam a mostra.

"AI WEIWEI RAIZ" permanece em cartaz até janeiro de 2018. Foto: Cortesia Ai Weiwei Studio.

Serviço
Exposição: "AI WEIWEI RAIZ", de Ai Weiwei com curadoria de Marcello Dantas.
Datas e horários: De 20 de outubro de 2018 a 20 de janeiro de 2019. De terça-feira a sábado, das 11h às 20h (entrada até às 19h); domingos e feriados, das 11h às 19h (entrada até às 18h). Fechado às segundas e nos dias 24/12, 25/12, 31/12 e 01/01 (Natal e Ano Novo).
Local: Oca Parque Ibirapuera | Av. Pedro Álvares Cabral, Portão 3 (portões 1 e 2 exclusivos para pedestre; portão 3, pedestre e veículos) - Parque Ibirapuera, São Paulo.
Ingressos: R$ 20,00 inteira | R$ 10,00 meia (válida somente para estudantes e pessoas de acima de 60 anos). Os ingressos serão vendidos com horário marcado.