AGENDA DAS ARTES

Voltar

A Pele e a Espessura do Desenho

Artistas: Vários

Curadoria: Maria de Fátima Lambert

De 16/2 a 15/5

SESC Ipiranga Ver mapa

Endereço: Rua Bom Pastor, 822 - Ipiranga

Telefone: (11) 3340-2000

Está em cartaz no Sesc Ipiranga a exposição "A Pele e a Espessura do Desenho". Realizada inicialmente em Lisboa em 2015, na Galeria Principal da Fundação Portuguesa das Comunicações, a exposição, coletiva e itinerante, tem agora sua primeira montagem no Brasil. Sob um formato inédito, traz obras novas, feitas especificamente para este espaço do Sesc. Com curadoria da portuguesa Maria de Fátima Lambert, a proposta reúne desenhos de cinco artistas: os brasileiros Nazareno, Paulo Climachauska e Renato Leal, a francesa Amélie Bouvier, e a também portuguesa Sofia Pidwell.

Amélie Bouvier, Small accidents #9, 2015 - ink on paper, 42 x 29cm (Divulgação)

Por que o desenho? Para Lambert, “o desenho transporta o deleite pelo orgânico, que acumula e subtrai unidades de vida das pessoas, atribuindo-lhe, ao mesmo tempo, leveza e densidade. O desenho traz consigo a substância do deleite, da desconstrução, da complexidade e do pensamento de autocrítica que solidifica a identidade em viagem, em estado de utopia…”

As obras pensadas para esta mostra experimentam diferentes técnicas, formatos e suportes, adequando-se ao espaço expositivo, procurando uma flexibilidade percepcional e física. Cada um dos artistas selecionou os meios para concordar com o espaço - sinuosidades de contorno e de ângulos, portas, paredes, tetos, muros, chão. Assim, as formas preenchidas pela percepção do espectador exploram gêneros históricos na arte, tanto do desenho, quanto da pintura ou escultura. Ascendem a uma autonomia onde deixa de ser importante reconhecer a palavra ou frase do que é, para se mergulhar numa oscilação entre o apenas reconhecimento do sinal gráfico e o direito ao entendimento pessoal.

Amélie Bouvier,Small accidents #7, 2015 - ink on paper, 42 x 29cm (Divulgação)

Paulo Climachauska, Sofia Pidwell, Renato Leal e Nazareno realizarão obras diretamente no próprio espaço durante as semanas que antecedem a inauguração. Renato Leal e Amélie Bouvier propõem-nos desenhos de séries, congregando forças gráficas e conteúdos representacionais abertos, potencializando nos espectadores tanto as questões perceptivas, quanto interpretativas.

Assim, sob propostas diferentes, os cinco artistas coincidem ao induzir o público a pensar na efemeridade da criação artística, plasmando a sua generosidade e consciência de precariedade do ato, da vida humana e da obra que, essa sim, persistirá, não somente nos registros, mas, na memória de todos que a visitem em estado de privilégio.

Amélie Bouvier, Hair of Commets have finally found their roots, 2015 - ink on paper, 112 x 72cm (Divulgação)

serviço
Exposição: "A Pele e a Espessura do Desenho", coletiva com curadoria de Maria de Fátima Lambert.
Datas e horários: Em cartaz entre os dias 16 de fevereiro e 15 de maio de 2016. De terça a sexta, das 7h30 às 21h30; sábados, das 10h às 21h30; domingos e feriados, das 10h às 18h30.
Local: Sesc Ipiranga | Rua Bom Pastor, 822 – Ipiranga.
Entrada gratuita.