AGENDA DAS ARTES

Voltar

12ª Residência Artística do Red Bull Station

Artistas: Vários

Curadoria: Fernando Velázquez

De 2/7 a 30/7

Red Bull Station Ver mapa

Endereço: Praça da Bandeira, 137 - Centro

Telefone: 11 3107-5065

A partir do dia 2 de julho o público poderá conferir o resultado de dois meses de trabalho dos seis artistas que integraram a "12ª Residência Artística do Red Bull Station", no centro de São Paulo. Carolina Cordeiro (MG), Giuliano Obici (PR), Janaína Miranda (DF), Raphael Escobar (SP) e os estrangeiros Anton Steenbock (Alemanha; vive no RJ) e Luca Forcucci (Suíça) apresentarão as obras e pesquisas realizadas desde maio no local. A mostra possui entrada gratuita e permanece em cartaz até 30 de julho de 2016.

Janaina Miranda (Lost Art/Red Bull Content Pool)

O programa tem curadoria do uruguaio Fernando Velázquez e a mostra dos residentes ocupa as duas galerias (Transitória e Principal) e alguns dos ateliês do prédio. Para Velázquez, a ideia do programa é abordar as artes visuais de uma forma ampla. "O encontro de artistas de diferentes trajetórias causa uma discussão interessante e levanta a discussão sobre o que é arte", diz Velázquez. "O impacto da cidade é bastante interessante."

Dois dos artistas trabalharam com a ideia dos rios que passam sob o prédio do Red Bull Station: o paranaense Giuliano Obici construiu uma instalação provocando uma "enchente" audiovisual com monitores. Já a mineira Carolina Cordeiro relaciona sua pesquisa sobre os rios do Norte do Brasil com os três rios paulistanos que formam o Anhangabaú.

O alemão Anton Steenbock exibe uma instalação representando uma empresa e uma mostra com artistas fictícios, enquanto Janaína Miranda (DF) mostra uma obra que explora a ideia de catalogação de objetos e pessoas.

O suíço Luca Forcucci mostra um manifesto, uma instalação sonora e performance que se conectam com sua pesquisa acerca do trabalho do poeta Blaise Cendrars, seu conterrâneo que fez um percurso pelo interior do Brasil ao lado de modernistas na década de 1920 - trajeto que Luca refez, em partes, nos últimos anos.

Já o paulistano Raphael Escobar desenvolveu, ao longo da residência, uma máquina de fazer cachaça ao estilo Maria Louca, bebida criada nas penitenciárias com processos elaborados de fermentação e destilação. A obra se conecta com sua pesquisa envolvendo técnicas utilizadas por populações marginalizadas. Confira aqui o perfil dos artistas

Giuliano Obici (Lost Art/Red Bull Content Pool)

Sobre o curador
Fernando Velázquez é curador e diretor artístico do Red Bull Station. De Montevideu, Uruguai, Velázquez é artista multidisciplinar. Suas obras incluem vídeos, instalações, objetos interativos e performances audiovisuais.

Sobre a Residência Artística do Red Bull Station
O projeto Residência Artística do Red Bull Station incentiva e apoia a formação e produção de arte contemporânea. A seleção – feita por meio de edital – contempla artistas preferencialmente no início da sua trajetória profissional. Durante o período de residência, os participantes têm à sua disposição um ateliê e o acompanhamento de um curador. Por nove semanas, eles vivem diariamente uma espécie de laboratório aberto, com palestras, workshops, conversas, trocas e exposições.

O House of Art foi um projeto anual de residência artística da Red Bull que ocupou os prédios Hotel Central e Sampaio Moreira, ambos no centro de São Paulo, em 2009, 2010 e 2011. A partir da abertura do Red Bull Station, o projeto passa a ser permanente e muda de nome e de formato: se transforma na Residência Artística no Red Bull Station.

Giuliano Obici (Lost Art/Red Bull Content Pool)

serviço
Exposição: "12ª Residência Artística do Red Bull Station", com obras de Carolina Cordeiro, Giuliano Obici, Janaína Miranda, Raphael Escobar, Anton Steenbock e Luca Forcuccie curadoria de Fernando Velázquez.
Datas e horários: Em cartaz entre os dias 2 de julho e 30 de julho de 2016. De terça a sexta, das 11h às 20h; sábado, das 11h às 19h.
Local: Red Bull Station | Praça da Bandeira, 137 - Centro.
Entrada gratuita.